Charlie Watts, baterista do Rolling Stones
Reprodução Twitter
Charlie Watts, baterista do Rolling Stones

Charlie Watts, baterista do Rolling Stones, foi obrigado a deixar a nova turnê do grupo pelos Estados Unidos após se submeter a uma cirurgia de emergência. De acordo com comunicado divulgado nesta quinta-feira (5/8), o músico de 80 anos passou por um "procedimento bem-sucedido" após um check-up de rotina e, por isso, precisará de um tempo maior que o esperado para se recuperar — o porta-voz do músico não detalhou qual tipo de procedimento foi realizado.

"Pela primeira vez, meu tempo estava um pouco errado", escreveu Watts em comunicado publicado nas redes sociais. "Estou trabalhando muito para ficar em forma, mas hoje aceitei, por recomendação dos especialistas, que isso vai demorar um pouco. Depois de todo o sofrimento dos fãs causado pela Covid, eu realmente não quero que os muitos fãs do Rolling Stones que têm ingressos para essa turnê fiquem desapontados com outro adiamento ou cancelamento. Portanto, pedi ao grande amigo Steve Jordan para me substituir".

Em resposta ao colega, o baterista Jordan acrescentou: "É uma honra absoluta e um privilégio ser substituto de Charlie e estou ansioso para ensaiar com Mick, Keith e Ronnie. Ninguém ficará mais feliz do que eu em desistir do meu lugar provisório assim que Charlie me disser que está pronto para retornar".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários