Mário Frias aceitou o convite de Jair Bolsonaro para assumir a Secretaria de Cultura, afirmam aliados do presidente. No Instagram, Juliana Frias, mulher do ator, publicou uma mensagem de incentivo para o marido, reforçando a informação de que o ator assumirá o cargo. "Eu não tenho dúvidas que você está preparado para qualquer desafio em sua vida", afirmou.

Leia também: Mário Frias: de galã em "Malhação" a possível secretário de Cultura

Mario Frias
Reprodução
Mario Frias junto com a esposa, Juliana


Ele vai substituir a atriz Regina Duarte no comando da Cultura e deverá trabalhar de Brasília. Ainda não está definida a data em que o ator deve assumir o cargo.

Leia também: Bolsonaro compartilha vídeo de Mário Frias e levanta dúvidas sobre Regina Duarte

"Trabalhei com você na frente e por trás das câmeras. Produzimos um disco do Zona Zero e realizamos até uma mini turnê. Você foi um ícone jovem na TV. Produziu e atuou em uma peça de teatro com a Nívea Stelmann que foi o maior sucesso. Produziu, dirigiu e apresentou um programa incrível 'Super Bull Brasil'. Também dirigiu e apresentou o 'Tô de férias' e 'A melhor viagem'. Você tem competência. Tem experiência. EU ACREDITO EM VOCÊ!", completou Juliana.

Famoso por 'Malhação'

Atualmente, Frias apresenta o programa de turismo "A melhor viagem", na RedeTV , mas a maior parte do público se lembra de sua época de protagonista do seriado teen " Malhação ", no fim dos anos 1990.

Leia também: Bolsonaro convida ator Mário Frias para substituir Regina Duarte na Cultura

Sua estreia na TV foi em 1996, no seriado "Caça-talentos", estrelado por Angélica. Depois do sucesso em "Malhação", Frias trabalhou em outras produções da Globo , entre elas "As filhas da mãe" (2001) e "O quinto dos infernos" (2002). Em "Senhora do destino", interpretou um dos seus personagens de maior destaque, o deputado corrupto Thomas Jefferson.

    Veja Também

      Mostrar mais