Estreou recentemente no catálogo da Netflix a produção “Madam C. J. Walker”. Protagonizada por Octavia Spencer, a série conta a história da primeira mulher negra a se tornar milionária por conta própria.

Leia também: Seguindo os passos da Netflix, Globoplay aposta em série sobrenatural

Madam C. J. Walker arrow-options
Divulgação
Madam C. J. Walker

Filha de escravos libertos, na trama,  Madam C. J. Walker encontra em um momento de fraqueza a força para seguir um destino improvável para sua época, o de empreendedora. 

Leia também: Astros de Hollywood reclamam de recurso da Netflix; entenda

Baseada no livro “On Her Own Ground” - escrito por A’Leilia Bundles -, a produção é um compilado de gêneros, contendo drama, humor e suspense. Mas afinal, quem foi Madam, a mulher que inspirou a produção da Netflix ?

Madam C. J. Walker arrow-options
Divulgação
Madam C. J. Walker

Nascida em 1867, ainda criança ela já ajudava seus pais, que eram escravos emancipados, em uma plantação em Louisiana. Aos sete anos, órfã de pai e mãe, ela foi morar com a irmã e o cunhado. Aos 14 casou-se, teve uma filha aos 17 e ficou viúva aos 20. 

Em busca de melhorar sua vida, mudou-se para St Louis, no Missouri, onde trabalhou como lavadeira e cozinheira, ganhando US$ 1,50 (R$ 7,60) por dia. O segundo casamento acabou em divórcio e nessa época seu cabelo começou a cair.

Segundo a obra de Bundles, trineta de Madam, à época, muitos americanos não tinham acesso a água corrente ou eletricidade e, por isso, lavavam o cabelo com pouca frequência, o que levava à queda dos mesmos.

Em 1904, a vida de Walker mudou quando ela descobriu um produto para fazer os cabelos crescerem inventado por outra pioneira da indústria cosmética para mulheres negras, Annie Turnbo Malone. Ela logo passou a trabalhar como vendedora e trilhar sua jornada, que futuramente lhe renderia o título de primeira mulher negra milionária.

Leia também: Brasil vira foco estratégico da Netflix que desafia Globoplay a crescer

À frente de sua época, Madam C. J. Walker  revolucionou o mercado da beleza para mulheres negras e destacou-se pela filantropia e pelo ativismo, em um tempo em que grande parte dos Estados Unidos vivia sob rígidas leis de segregação racial. A série - protagonizada por Octavia Spencer - sobre sua vida e carreira está disponível na Netflix . Assista ao trailer.



    Veja Também

      Mostrar mais