A ideia era apenas a de comemorar 38 anos de carreira e (um tanto quanto atrasado) os 20 anos do disco “Acústico MTV”, de 1997. O que os Titãs não imaginaram é que o clipe que fizeram para a regravação da música Sonífera Ilha , com participações caseiras de amigos como os Paralamas do Sucesso, Rita Lee, Fernanda Montenegro, Casagrande e Lulu Santos fosse ter tanta repercussão ao ser lançado na última sexta-feira (20), em tempos de coronavírus.

Leia também: Branco Mello, dos Titãs, se afasta da banda para tratar um câncer

Titãs arrow-options
Reprodução/Intagram
Titãs

Em quarentena com a família na sua casa de campo em Penedo (RJ), o guitarrista e escritor Tony Bellotto comenta o aspecto “profético” da canção e do clipe (primeiro single do projeto acústico da banda, que também conta com os membros originais Branco Mello e Sergio Britto) e expõe seus sentimentos acerca da pandemia do novo coronavírus .

Leia também: Banda Titãs lança ópera rock e defende liberdade de silenciar na política

Sonífera Ilha é uma música que tem versos como “não posso mais ficar aqui do seu ladinho” e que vocês releram com um clipe cheio de participações ilustres, feitas à distância. Parece um tanto profético diante do que o coronavírus ia obrigar os brasileiros a fazer, não?

Realmente foi uma coincidência incrível, a gente vem fazendo esses shows do projeto Titãs Trio Acústico desse o começo de 2019. No final do ano a gente fechou contrato com a gravadora BMG e escolhemos sair com “Sonífera ilha”, que é nossa música mais icônica, o nosso primeiro sucesso, e aí o ( diretor ) Otávio Juliano teve essa ideia de chamar pessoas conhecidas nossas para dublar o ( baixista e vocalista ) Branco ( Mello ). Depois da epidemia, a gente começou a perceber coincidências dessa letra tão enigmática que nem quem fez sabe direito explicar — o iPhone transformado num radinho, as pessoas isoladas e sozinhas em ilhas imaginárias e etéreas...

Como você viveu toda essa repercussão do clipe?

Foi uma coisa fora do comum. Grupos sociais diferentes, grupos de médicos, estava todo mundo encontrando um sentido ali naquele clipe. Muita gente dizendo que o vídeo e a música serviram como uma espécie de alento nesse momento de angústia, o que me deixou muito feliz. A função extrema e essencial da arte é essa mesma.

Leia também: Titãs 30 anos: Veja curiosidades da vida da banda

Assista ao novo clipe:



    Leia tudo sobre: Youtube

    Veja Também

      Mostrar mais