O Carnaval 2020 está logo aí e, mesmo com meses de preparação, imprevistos acontecem por todo o Brasil. Exigências inesperadas, dificuldades em conseguir patrocínio e falta de organização das prefeituras parecem estar colocado a folia em risco. 

Em  Belo Horizonte , uma exigência na mudança da documentação dos carros de som pode impedir a saída de mais de 50 blocos, segundo informações do portal BHAZ . Seria uma ameaça ao Carnaval mineiro?

Leia também: 30,9% dos Blocos em São Paulo desistem do Carnaval de rua 2020

Juventude Bronzeada arrow-options
Reprodução/Instagram
Juventude Bronzeada


Os blocos se reuniram e publicaram nesta quarta-feira (19) uma carta dizendo que as exigências podem inviabilizar a folia. "Ano após ano, também, os blocos lidam com cada vez mais obrigações, que vem também com mais custos. A arrecadação da maioria não cresce junto com o aumento dos foliões na rua, o que significa cada vez mais dificuldades pra colocar o bloco na rua. Com muita surpresa, esse ano a novidade veio NA SEMANA ANTES DO CARNAVAL, já durante o período carnavalesco oficial da cidade, conforme blocos e imprensa denunciaram na última segunda-feira", dizia um trecho da carta.

O delegado e diretor do Detran, Kleyverson Resende, não garante que há dias suficientes para a adequação até a festa. Dos 30 trios cadastrados na Prefeitura de Belo Horizonte, 15 apresentam algum tipo de irregularidade, conforme informações da Polícia Civil. 

Leia também: Clima de Carnaval? Lucas Lucco foge da folia e está planejando casamento

No Instagram, a organização do bloco " Juventude Bronzeada ", que desfilaria no Bairro Floresta, em BH, lamentou ter que ficar fora da grande festa este ano. "Saímos com esse tipo de carro desde 2017 e, antes DESTA SEMANA, não havíamos recebido nenhuma notificação sobre a necessidade da documentação exigida atualmente". 

O cortejo " A Roda " também levou um susto da Prefeitura de BH: o carro de som foi apreendido restando apenas quatro dias para o desfile, e sem expectativa de liberação. No entanto, apesar de todas as preocupações, o bloco sairá, sim, como esperado, na noite desta quinta-feira, segundo informou O Tempo .


Ver essa foto no Instagram

O cortejo do Juventude Bronzeada no carnaval de 2020 está CANCELADO. Desde setembro de 2019, estamos em acordo com a Belotur, reunindo documentações, participando de reuniões sobre o cortejo como um todo. Saímos com esse tipo de carro desde 2017 e, antes DESTA SEMANA, não havíamos recebido nenhuma notificação sobre a necessidade da documentação exigida atualmente. Trabalhamos para regularizar nosso cortejo de acordo com os parâmetros exigidos pela Belotur, pelo Corpo de Bombeiros e BHTrans. Entretanto, a Polícia Militar de MG não foi em nenhuma reunião. Sabemos que a documentação do carro de som está em desacordo, mas ela atesta exatamente o que a PM alega precisar: a segurança do carro, que já estava assegurada com demais procedimentos e laudos de segurança exigidos pelo DETRAN. Tentamos resolver a situação por vias legais, com uma liminar que foi indeferida. Entendemos que a Juventude Bronzeada está impedida de sair por uma questão meramente burocrática, já que a vistoria de segurança já foi feita. Sempre fizemos um carnaval construído de forma coletiva, sem fins lucrativos e livre de patrocínios, contando apenas com a dedicação e amor de cada pessoa pelo bloco e pelo carnaval de rua de Belo Horizonte. Acreditamos na força política de ocupar as ruas e nos divertirmos com respeito e liberdade. Fizemos esforços durante meses para financiar nosso cortejo. Além da verba que arrecadamos com produção e venda de produtos do bloco e da contribuição espontânea da bateria e do público nos ensaios, contamos apenas com o patrocínio da Belotur — que não é suficiente nem para pagar metade das despesas de um cortejo. Todo o trabalho que fazemos para que o bloco saia é voluntário, e não temos interesse e nem condições de organizar um cortejo com um novo carro em dois dias. Não vamos nos responsabilizar por um erro que não foi nosso. Não vamos nos esforçar para buscar ainda mais dinheiro para fazer o bloco acontecer. O bloco está triste e frustrado, mas não disposto a ter mais prejuízos financeiros e emocionais para conseguir colocar o bloco na rua. Fizemos uma nota oficial com mais detalhes, que está disponível no link http://bit.ly/CancelamentoJuve

Uma publicação compartilhada por Juventude Bronzeada (@juventudebronzeada) em





Outras capitais

Mas os mineiros não são os únicos que sofreram com imprevistos do tipo. No Recife , duas das maiores festas ficaram de fora este ano. O "Baile dos Artistas" e o encontro "Siri na Lata" estão fora do calendário por conta de problemas financeiros, segundo os organizadores.

Leia também: Glamour Garcia fala sobre preparação para o Carnaval: "coração abalado"

O " Baile dos Artistas " é muito tradicional, sendo criado em 1978. Já a primeira festa do " Siri na Lata " aconteceu dois anos antes. As duas agremiações, no entanto, esperam retomar as atividades no ano que vem.

Em São Paulo , no começo de fevereiro, a Prefeitura anunciou um número de blocos de rua 25% menor do que os inscritos inicialmente para participar do Carnaval . Segundo o jornal Estadão , dos desfiles cadastrados em outubro, 30,9% não vão mais acontecer. A falta de patrocínio e alterações frequentes nas regras para colocar o bloco na rua foram razões para a desistência do evento.

    Veja Também

      Mostrar mais