Outro especial de Natal do Porta dos Fundos é contestado na Justiça. A Igreja Pentecostal Brasa Viva move ação na 5ª Vara Cível do TJ do Rio de Janeiro pedindo indenização de R$ 1 bilhão por conta do Especial de Natal de 2018, exibido pela Netflix,  intitulado "Se Beber, Não Ceie". As informações foram divulgadas pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo .

Leia também: Foragido assume autoria de ataque ao Porta dos Fundos e pede asilo na Rússia

Se Beber, Não Ceie arrow-options
Divulgação
Se Beber, Não Ceie


Leia também: Presidente da OAB critica retirada do especial do Porta dos Fundos da Netflix

A sátira sobre a passagem da "Última Ceia" de Jesus Cristo na Bíblia faz referência ao filme "Se Beber, Não Case". Na gravação da equipe do Porta dos Fundos , os discípulos aparecem de ressaca após uma bebedeira durante a ceia até que percebem que perderam o Messias.

Leia também: Justiça do RJ determina retirada do especial de Natal do Porta dos Fundos do ar

Vale lembrar que o Porta dos Fundos e a Netflix têm enfrentado diversas críticas do público cristão devido a sua última sátira de Especial de Natal exibida no streaming  no fim de 2019, intitulada, "A Tentação de Cristo". No entanto, o Supremo Tribunal Federal liberou a exibição. 

    Veja Também

      Mostrar mais