A biografia de Adriane Yamin mal foi lançada e já está gerando polêmica. O livro “Minha Garota”, que relata detalhes dos anos de namoro da empresária com Ayrton Senna , acabou sendo retirado do catálogo físico e de e-books da Amazon.

Leia também: Livro "Não Me Julgue Pela Capa" retrata as inseguranças de Matheus Rocha

Adriane Yamin com Ayrton Senna na década de 80 arrow-options
Arquivo pessoal
Adriane Yamin com Ayrton Senna na década de 80


Leia também: Paola Aleksandra revela ter ficado uma semana sem dormir para finalizar livro

Segundo informações do colunista Ricardo Feltrin, a Amazon tomou essa decisão após ser notificada pela escritora Malu Magalhães, que alega ter sido contratada para ser a ghost-writer (escritora fantasma) da biografia , mas não recebeu o valor combinado. Malu garantiu que foi prometido o valor de R$ 25 mil, mas foi pago apenas R$ 10 mil.

A advogada de Adriane, Rosângela Martinelli Campagnolo, disse que o contrato existiu, mas foi rescindido porque a escritora não estava cumprindo os prazos. Malu nega e diz que entregou o livro quase pronto no prazo e que tem provas de que é a autora da obra.

Leia também: "O Silêncio dos Livros" aborda a extinção do livro e promete grandes reflexões

A ex de Senna vai recorrer para que o livro seja adicionando novamente ao catálogo da Amazon e quer processar Malu por difamação.

    Leia tudo sobre:

    Veja Também

      Mostrar mais