Tamanho do texto

O ano foi cheio de músicas que não saíram da cabeça, não é mesmo? O funk ganhou espaço, mas o que reinou mesmo foi a sofrência do sertanejo

Pode aumentar o som que chegou a hora de relembrar as músicas que bombaram em 2019. Seja no sertanejo, no funk ou no pop, são muitos os hits que se tornaram verdadeiras músicas chicletes e não saíram da cabeça das pessoas.

Leia também: Let it go! Veja músicas famosas que fizeram sucesso após aparecerem em filmes

Diversos artistas emplacaram músicas chicletes em 2019 arrow-options
Reprodução/Instagram
Diversos artistas emplacaram músicas chicletes em 2019


O funk ganhou mais força este ano, mas o que fez sucesso mesmo foi a boa e velha sofrência do sertanejo . Marília Mendonça foi um dos destaques do ano no segmento e uma das músicas mais tocadas foi de Gusttavo Lima. Luan Santana também emplacou um grande hit e Anitta deu o que falar com suas parcerias. No cenário internacional, BTS e Shawn Mendes foram aos grandes destaque.

Leia também: Saiba quais são as músicas mais buscadas da dupla Sandy e Junior

Preparado para ficar com vários hits na cabeça? Então veja quais foram as músicas chicletes de 2019:   

Milu – Gusttavo Lima


Quando a Bad Bater – Luan Santana


Tijolão – Jorge e Mateus


Todo Mundo Vai Sofrer – Marília Mendonça 

Atrasadinha – Felipe Araújo e Ferrugem

Estado Decadente – Zé Neto e Cristiano

Brisa – Iza


Supera – Marília Mendonça 


Señorita – Shawn Mendes e Camila Cabello 


Péssimo Negócio – Dilsinho


Jenifer – Gabriel Diniz 


Evoluiu – Kevin O Chris e Sodré


Onda Diferente – Anitta, Ludmilla e Snoop Dogg


Piscininha Amor – Whadi Gama



Favela Chegou – Ludmilla e Anitta


Coisa Boa – Gloria Groove


Garupa – Luísa Sonza e Pabllo Vittar


Lose You To Love Me – Selena Gomez


Juntos – Paula Fernandes e Luan Santana


You Need to Calm Down – Taylor Swift


Bad Guy – Billie Elish


Parabéns – Pabllo Vittar e Psirico


Liberdade Provisória – Henrique e Juliano

Agora é só aguardar para saber quais são as músicas chicletes  que prometem bombar em 2020.