Tamanho do texto

Rebatizada de "Jules e Romeu", obra tem como objetivo mostrar que todo tipo de amor pode ser eterno; após sucesso na França, peça chega à Itália

Na próxima terça-feira (05) e quarta (06), o Teatro Piccolo Belline, localizado em Nápoles, na Itália, receberá a versão gay da clássica tragédia "Romeu e Julieta", escrita pelo autor inglês William Shakespeare.

Leia também: Fraca de público, estreia de Catia Fonseca no teatro é um trunfo comercial

William Shakespeare arrow-options
Divulgação
William Shakespeare


Leia também: Prêmio Bibi Ferreira é marcado por protestos da classe artística

Rebatizada de “Jules e Romeu”, fazendo alusão a " Romeu e Julieta ", a peça de teatro foi criada na França, por meio de uma colaboração entre dois bailarinos da Ópera de Paris, Jean-Sébastien Colau e Grégory Gaillard. Com muita música, a ideia é passar a mensagem que toda forma de amor pode ser eterna, gay ou não. 

Leia também: Estudantes da UFBA interrompem peça de teatro e apontam racismo na obra

O espetáculo já encenado na França e segue para uma temporada na Itália. A direção da versão de " Romeu e Julieta " peça é assinada pela diretora Bérengére Prévost e as composições musicais são do compositor Stéphane Jounot.

    Leia tudo sobre: gay