O filme produzido por Bárbara Paz, Myra Babenco e os irmãos Caio Gullane e Fabiano Gullane, "Babenco - Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou" foi selecionado para o 76º Festival Internacional de Cinema de Veneza. Nesta sexta-feira (6), longa levou o Prêmio da Crítica Independente no lido.

Leia também: Produtores ameaçam tirar filme de Polanski da competição do Festival de Veneza

Filme dirigido por Bárbara Paz vence Crítica Independente em Veneza
Divulgação
Filme dirigido por Bárbara Paz vence Crítica Independente em Veneza

Leia também: Com Wagner Moura no elenco, "Wasp network” é aplaudido no Festival de Veneza

O júri do Festival de Cinema de Veneza justificou a escolha do longa de  Bárbara Paz  em um comunicado e elogiou o documentário "porque está filmando a memória, porque o cinema está contando a história daqueles que vivem, daqueles que viveram, porque o cinema está comemorando o amor, porque o cinema é amor". 

" Babenco - Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou " é um documentário que mostra a vida de Héctor Babenco entre a arte e a doença. O longa revela medos e ansiedades, memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre inteclectualidade e fragilidade física que marcou a vida do diretor.

Leia também: Festival de Veneza terá Mick Jagger divulgando novo filme

“O filme é um poema visual, minha ode para Hector. É também minha despedida para ele. A partir dos meus olhos se revelam o homem interior e seu amor pelo cinema, amor este que o ajudou a manter-se vivo por tantos anos. Ele morreu bem como viveu, filmando até o fim” comenta Bárbara Paz .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários