Em março de 2006 a Globo estreou “Sinha Moça”, novela de Benedito Ruy Barbosa que ocupou a faixa das seis horas. Protagonizada por Débora Falabella e Danton Mello, a novela trazia no elenco dois estreantes na emissora: Isis Valverde e Fabrício Boliveira .

cena de simonal
Divulgação
Cenas de "Simonal"

Talvez eles ainda não soubessem, mas o destino os colocaria lado a lado diversas vezes ao longo dos anos seguintes, a última delas em “Simonal”, filme que estreou na última quinta-feira (08). “Dois jovenzinhos estreantes”, brincou Isis Valverde . “A gente meio que grudou. Eu conheci Fabrício ali e desde desse dia amor, me apaixonei profundamente”, brinca a atriz.

Leia também: Com apoio da família, filme sobre Simonal tenta mudar a reputação do cantor

Fabrício também se derrete pela parceria: “é bonito ver Isis, ver o lugar onde ela chegou, ver ela trabalhando no Faroeste [Caboclo] , voltar nesse filme, ver as coisas que ela já descobriu na vida, é lindo ver isso de uma amiga”, comenta.

cena de faroeste caboclo
Divulgação
Dupla viveu um romance em "Faroeste Caboclo"

Os caminhos na carreira do baiano de 37 anos e a mineira de 32 seguiram paralelos desde 2006. Ambos viveram papeis menores em novelas e em 2013 tiveram sua grande chance no cinema. Em “Faroeste Caboclo” eles viveram o casal João e Maria Lúcia, inspirados na música do Legião Urbana. Fabrício foi premiado como Melhor Ator no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro de 2014, e Isis foi indicada a Melhor Atriz.

No ano seguinte, eles voltaram a trabalhar juntos em “Boogie Oogie”. Desde “Sinha Moça”, foram 12 anos até que Isis conquistasse sua primeira protagonista – o que ainda não aconteceu para Fabrício na TV.

Leia também: Dedo duro da ditadura? O Simonal que o filme não mostra

Novos trabalhos

cena de boogie oogie
Reprodução
os dois viveram Tadeu e Sandra em "Boogie Oogie", de 2014

Mesmo quando não estavam trabalhando juntos, Fabrício conta, eles mantinham o contato: “a gente se liga pra falar de coisas (pessoais, profissionais). A gente tem uma relação muito boa”. Em 2016 eles voltaram a viver um par, justamente no filme lançado três anos depois, em 2019.

Em “ Simonal ”, ele vive o cantor, enquanto ela faz sua primeira esposa, Tereza Pugliesi. “É uma responsabilidade artística, social e política. Nós passamos por esse umbral de mãos dadas e essas mãos entrelaçadas minhas, do Fabrício e de toda a equipe nos deu coragem e segurança”, revela Isis.

A sintonia dos dois fica evidente para quem vê o filme, dirigido por Leonardo Domingues. A dupla mostra intimidade e bom jogo de cena e oferecem perspectivas pouco exploradas da vida pessoal de Simonal.

Com a parceria dando certo, eles já têm prazo para voltar a trabalhar juntos. Fabrício entrou recentemente para o elenco de “Amor de Mãe”, próxima novela das 21h que deve estrear entre o fim do ano e o começo de 2020.

Isis Valverde sobre papel em nova novela: “Fui construir família e já voltei”

Embora pouco se saiba sobre seus papeis na nova trama, eles entrarão novo ano dividindo a cena novamente, e no horário nobre. “Acho que é destino de vida”, conclui Isis Valverde .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários