Tamanho do texto

O editor Luiz Schwarcz, que sofre de depressão bipolar leve, disse ter sido xingado por um participante dessa festa literária que acontece em Paraty

Luiz Schwarcz , presidente da Companhia das Letras, envolveu-se numa briga durante a Flip (Festa Literária Internacional de Paraty), nesta sexta-feira. Schwarcz deu um soco num homem que o interpelou pouco antes da mesa "Angico", com mediação de Lilia M. Schwarcz, mulher do editor.

Leia também: Abertura da Flip tem viés político: "Não foi Trump que criou a fake news"

Luiz Schwarcz se envolve em confusão na Flip arrow-options
Reprodução/Instagram/@companhiadasletras
Luiz Schwarcz se envolve em confusão na Flip


Segundo o presidente da editora , um homem o abordou e o agrediu verbalmente porque Schwarcz se recusou a repassar ao escritor moçambicano Mia Couto um livro entregue a ele, no mês de abril, pelo participante da festa literária.

Leia também: Flip 2019: Maureen Bisilliat relembrará as dicas recebidas de Guimarães Rosa

"Nunca entrego pessoalmente livros a autores estrangeiros, sempre indicando quem pode fazê-lo na editora", afirmou Schwarcz em nota publicada no blog da Companhia das Letras .

"Após repetir diversas vezes os xingamentos, a mesma pessoa começou a discorrer que sabia que eu sofro de depressão. Neste momento, justamente por ser portador de depressão bipolar leve, não controlei meus sentimentos perante a agressão e o assédio e disse que teríamos que resolver aquele assunto imediatamente."

Leia também: Flip: Tragédias atuais no Brasil ganham paralelo com obras clássicas

Schwarcz define como "infeliz" sua atitude, provocada, segundo ele, por repetidas agressões verbais. "Presto esse esclarecimento, abrindo detalhes íntimos do meu temperamento, para pedir desculpas à Flip , que faz parte dos orgulhos de minha vida, e ao público. Estou triste com a minha falta de controle", concluiu.