Tamanho do texto

Programa "Canal Livre" era uma fonte de momentos únicos da televisão brasileira; série documental retrata o caso do apresentador Wallace Souza

No mês de maio a criminalidade no Brasil finalmente foi alvo de comentários positivos. Com a estreia de "Bandidos na TV", novos olhos foram lançados sobre os nascidos em solo tupiniquim.

Leia também: Eduardo Costa investe em Antônia Fontenelle

Série documental Bandidos na TV
Reprodução/Netflix
Série documental Bandidos na TV

Com produção britânica e direção de Daniel Bogado e Suemay Oram, “ Bandidos na TV " narra o caso de Wallace Souza , apresentador de televisão acusado de mandar matar pessoas com intuito de aumentar a audiência.

Leia também: "Black Mirror" brasileiro? O que os gringos estão achando de "Bandidos na TV"

Mostrando a televisão amazonense e seus bastidores nos anos 2000, a série documental contempla bizarrices que só assistindo à produção da Netflix é possível conferir. 

  • Gil da Esfiha
Cena de Bandidos na TV
Divulgação
Cena de Bandidos na TV

O integrante do programa era um vendedor ambulante que toda edição carregava uma bacia gigante com esfihas. Dono de pavio curto, ele era altamente provocado por Galerito e Silva, outros animadores de plateia. Quando sua paciência se esgotava, Gil protagonizava barracos colossais. Alguns tão intensos que precisavam ser interropidos pela produção do programa. 

  • Galerito
Cena de Bandidos na TV
Divulgação
Cena de Bandidos na TV

Falando em elenco, o Galerito era o mascote do programa. Junto das atrações, ele ajudava a introduzir os convidados ao programa e irritar o Gil da Esfiha. Nos dias atuais, o fantoche seria comparado ao Xaropinho, assistente de palco do apresentador Ratinho.   

  • Cadáveres ao vivo
Cena de Bandidos na TV
Divulgação
Cena de Bandidos na TV

Apesar da baixaria sem fim, o programa tinha cunho policial. Como eram os anos 2000, algumas regras de exibição não estavam em vigor. Além disso, a equipe do "Canal Livre" costumava chegar antes da polícia nas ocorrências, o que fazia com que os repórteres mostrassem cadáveres ao vivo na televisão. 

  • Silva, o Mister M do Paraguai
Cena de Bandidos na TV
Divulgação
Cena de Bandidos na TV

Além de Galerito e do Gil da Esfiha, o programa também contava com outros animadores. Todavia, nenhum tão icônico como Silva, o Mister M do Paraguai. Sob uma caracterização simples, o personagem ajudava Wallace Souza, apresentador do programa, de inúmeras maneiras, inclusive durante as ações de entretenimento ao vivo.

  • Apresentador lutando arte marcial
Cena de Bandidos na TV
Divulgação
Cena de Bandidos na TV

Entre as cenas únicas que o programa proporcionou para a televisão brasileira está o dia em que Wallace lutou com um grupo especializado em artes marciais. 

  • A diretora do programa sambando
Cena de Bandidos na TV
Divulgação
Cena de Bandidos na TV

Leia também: “Operação Policial” está disponível em novos formatos no streaming e no Youtube

Para finalizar as bizarrices que só podem ser conferiridas assistindo " Bandidos na TV " está uma cena em que a diretora do programa é vista sambando. A série documental está disponível na Netflix e vem recolhendo críticas positivas da imprensa nacional e internacional.