Tamanho do texto

“Amor Nenhum Dispensa uma Gota de Ácido” foi organizado por Hélio de Seixas Guimarães e mostra admiração de Drummond por Machado

Em maio chegou às livrarias brasileiras “Amor Nenhum Dispensa uma Gota de Ácido”, livro que compila os muitos poemas escritos por Carlos Drummond de Andrade sobre Machado de Assis .

machado de assis
Divulgação
Um dos principais autores brasileiros, Machado de Assis foi tema de diversos poemas ao longo da carreira de Carlos Drummond de Andrade

Drummond, começando sua carreira literária, publicou em 1925 n’A Revista, de Belo Horizonte, um artigo intitulado “Sobre a tradição em literatura”. No texto, o jovem de 22 anos considerava Machado de Assis um “entrave à obra de renovação da cultura geral” a ser repudiado.

Leia também: Dez livros que vão te ajudar a entender a sociedade em 2019

Passaram-se 30 anos até que o poeta mudasse sua visão sobre o autor de “Dom Casmurro”. Em 1958 ele publicou o poema “A um bruxo, com amor”, uma das mais belas homenagens de escritor para escritor na literatura brasileira. Um único verso dá a medida do elogio: “Outros leram da vida um capítulo, tu leste o livro inteiro”.

Ao longo dessas três décadas, Machado foi tem de inúmeros textos de Drummond , visto de diversas formas e sob ângulos distintos. Agora, todos esses textos foram reunidos pela primeira vez em um único volume. Acompanhados de imagens, esses escritos retraçam o percurso da compreensão do escritor mais velho pelo mais novo e permitem um novo olhar sobre o legado machadiano e sua relação com o modernismo brasileiro.

O responsável por organizar esses textos e fazer a introdução da obra foi Hélio de Seixas Guimarães, pesquisador e professor livre-docente de literatura brasileira na Universidade de São Paulo (USP).

Leia também: Dez novos autores brasileiros para ficar de olho

Guimarães ilustra e guia o leitor ao longo das diversas influências e opiniões que Drummond teve sobre Machado. “À medida que Drummond envelhece, Machado torna-se mais próximo e parece rejuvenescer”, resume Hélio.

 “ Amor Nenhum Dispensa uma Gota de Ácido ”, é fruto da pesquisa de Hélio que encontrou grande parte dos textos em cadernos com recortes sobre Machado de Assim alimentados pelo bibliófilo Plínio Doyle. O projeto gráfico é de Luciana Facchini e contém fotos do acervo da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, e da Fundação Casa de Rui Barbosa.