Na noite deste sábado (25), Kleber Mendonça Filho participou da entrevista coletiva dos vencedores do Festival de Cannes. "Bacurau", dirigido por ele e Juliano Dornelles , dividiu o Prêmio do Júri com "Lés miserables", do francês Ladj Ly. "Espero que o prêmio jogue holofetes sobre o lançamento do filme no Brasil, em agosto", afirma.

Kleber Mendonça Filho dirige
Victor Juca
Kleber Mendonça Filho, diretor de "Bacurau", diz que Presidente é bem-vindo para ver filme e pode até gostar

O diretor, que há três anos competiu pela primeira vez pela Palma de Ouro com “Aquarius”, foi questionado sobre a importância do prêmio para “Bacurau” para o cinema brasileiro neste momento. "Nós vivenciamos uma lenta construção da produção de filmes no Brasil nos últimos 15 anos,  por intermédio de políticas de financiamento", diz

Leia também: Além de “Bacurau”: relembre outras vitórias brasileiras no Festival de Cannes

"Agora vemos ameaças de cortes de verba para as artes, a eduçação. “Bacurau” é uma coprodução com a França, metade de seu orçamento vem de financiamento público brasileiro. Então esses prêmios que os filmes brasileiros receberam aqui se tornaram irônicos", continua.

Leia também: Durante agradecimento, brasileiro vencedor em Cannes discursa sobre política

Alguém quis saber se os realizadores fariam uma sessão de “ Bacurau ” para o presidente  Bolsonaro . "Ele será bem-vindo para assistir o filme. Pode até acabar gostando dele", riu.

    Veja Também

      Mostrar mais