Tamanho do texto

"O Traidor" retrata a história de Tommaso Buscetta, membro da Cosa Nostra que quebrou o silêncio e revelou o funcionamento interno da máfia italiana

O Brasil terá quatro filmes representando o país no próximo Festival de Cannes. Dois deles concorrerão ao prêmio principal, a Palma de Ouro, e outros dois serão exibidos na mostra alternativa "Um Certo Olhar".

Leia também: Filme japonês "Shoplifters" vence Palma de Ouro em Cannes

cena do filme
Divulgação
Filme de mafioso que viveu no Brasil ganha destaque no Festival de Cannes

Considerado uma das principais competições de cinema do mundo, o Festival de Cannes , que ocorrerá entre os dias 14 e 25 de maio, anunciou nesta quinta (18) sua lista de obras selecionadas.

Leia também: Diretores comentam filme nacional em Cannes: “respeito ao Brasil”

O diretor Kléber Mendonça Filho, que exibiu seu filme "Aquarius" no festival, em 2016, concorre novamente com seu novo longa, "Bacurau", uma mescla de faroeste e ficção científica em pleno sertão nordestino.

Outro filme na briga pela Palma de Ouro é " O Traidor ", uma coprodução entre Brasil, Itália, Alemanha e França. Dirigido pelo italiano Marco Bellocchio, o longa narra a história real do mafioso Tommaso Buscetta , que se mudou para o Brasil e dedurou seus antigos companheiros da Cosa Nostra à Justiça.

Pela primeira vez na história, um membro da Cosa Nostra quebrou a lei do silêncio e revelou ao mundo o funcionamento interno da máfia italiana. Com as provas fornecidas por Buscetta, instalou-se o Maxi Processo que condenou cerca de 500 mafiosos à prisão, sendo 19 deles à prisão perpétua.

"Tommaso Buscetta é um personagem muito complexo. Eu tentei fazer um filme aberto e inclusive sua traição deve ser vista por esta ótica", disse à Marco Bellocchio à Ansa . "É um filme civil, mas sem ideologia nem retórica", completou o diretor de "O Traidor".

Fora da disputa pelo prêmio máximo estão "A Vida Invisível" e "Port Authority".

Confira a lista completa de indicados

  • Competição principal:

Pain and Glory (Pedro Almodóvar)

The Traitor (Marco Bellocchio)

The Wild Goose Lake (Diao Yinan)

Parasite (Bong Joon-ho)

Young Ahmed (Jean-Pierre Dardenne & Luc Dardenne)

Oh Mercy! (Arnaud Desplechin)

Fire Next Time (Mati Diop)

Matthias and Maxime (Xavier Dolan)

Little Joe (Jessica Hausner)

The Dead Don't Die (Jim Jarmusch)

Sorry We Missed You (Ken Loach)

Les misérables (Ladj Ly)

A Hidden Life (Terrence Malick)

Bacurau (Kleber Mendonça Filho & Juliano Dornelles)

The Whistlers (Corneliu Porumboiu)

Frankie (Ira Sachs)

Portrait of a Lady on Fire (Céline Sciamma)

It Must Be Heaven (Elia Suleiman)

Sibyl (Justine Triet)

Fora de competição

Rocketman (Dexter Fletcher)

The Best Years of a Life (Claude Lelouch)

Too Old To Die Young (Nicolas Winding Refn)

Diego Maradona (Asif Kapadia)

La Belle Époque (Nicolas Bedos)

  •  Mostra Um Certo Olhar:

A Vida Invisível de Eurídice Gusmão (Karim Aïnouz)

Beanpole (Kantemir Balagov)

The Swallows of Kabul (Zabou Breitman & Eléa Gobé Mévellec)

A Brother's Love (Monia Chokri)

The Climb (Michael Covino)

Jeanne (Bruno Dumont)

A Sun That Never Sets (Olivier Laxe)

Room 212 (Christophe Honoré)

Port Authority (Danielle Lessovitz)

Papicha (Mounia Meddour)

Adam (Maryam Touzani)

Zhuo Ren Mi Mi (Midi Z)

Liberté (Albert Serra)

Bull (Annie Silverstein)

Summer of Changsha (Zu Feng)

  •  Exibições especiais:

Tommaso (Abel Ferrara)

Share (Pippa Bianco)

For Sama (Waad Al Kateab & Edward Watts)

Etre vivant et le savoir (Alain Cavalier)

Family Romance, L.L.C (Werner Herzog)

Leia também: Kleber Mendonça Filho vai disputar Palma de Ouro em Cannes por 'Bacurau'

O Festival de Cannes é um dos maiores eventos da indústria cinematográfica. O tradicional evento acontece desde 1946.

Com informações da Ansa*