Após paralisação de mais de uma hora, shows do Lollapalooza 2019 finalmente são retomados
iG São Paulo
Após paralisação de mais de uma hora, shows do Lollapalooza 2019 finalmente são retomados

Após forte chuva , os portões do Lollapalooza 2019 foram reabertos para o público. O corpo de bombeiros havia suspendido as atividades por questões de segurança, uma vez que a previsão do tempo apontava para descargas elétricas na região do Autódromo de Interlagos. Ainda não há informações sobre cancelamentos ou mudanças no line-up, uma vez que a T4F, organizadora do festival, ainda negocia uma possível extensão com a prefeitura de São Paulo.

Leia mais: Com choro e atos contra Bolsonaro, Duda Beat e Liniker abrem segundo dia de Lolla

A banda americana Lany entrou no palco Adidas às 14h10, mas o show precisou ser interrompido por conta da ventania. Assim que o trio deixou o palco, um membro da produção do Lollapalooza subiu ao palco para anunciar o adiamento da apresentação, pedindo para que os presentes não ficassem perto de estruturas metálicas altas. No mesmo horário, o repertório do rapper Rashid também foi interrompido.

LEIA MAIS: Confira as principais atrações do Lollapalooza no fim de semana

Você viu?

Por motivos de segurança, os portões do Autódromo de Interlagos ficaram fechados por cerca de uma hora e a estrutura do palco Budweiser, o principal do evento, foi desmontada. No comunicado, a organização do Lollapalooza informou que a evacuação do público era voluntária, e que as pessoas com pulseira poderiam entrar novamente no evento.

LEIA MAIS: Alguns shows são cancelados no segundo dia de Lollapalooza 2019

O presidente da T4F, Fernando Altério, informou que o objetivo seria retomar a programação ainda durante a tarde. Após cerca de uma hora de inatividade, a organização confirmou que o Lollapalooza seria reiniciado. Marcado para as 16h10, a banda Snow Patrol entrou no palco Budweiser com trinta minutos de atraso e um repertório reduzido.

O público do segundo dia de Lollapalooza ainda aguarda outras quatro atrações principais nos dois maiores palcos do evento: Lenny Kravitz, Bring me the Horizon, Post Malone e Kings of Leon. No momento, a T4F ainda está negociando com a prefeitura de São Paulo para buscar alternativas. O horário da CPTM não poderá ser estendido, portanto, a organização se diz "em uma operação de guerra" para trazer uma frota de ônibus e atender o público.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários