Tamanho do texto

Cineasta mexicano, eleito melhor diretor por "Gravidade" em 2014, igualou marca de Orson Welles e Warren Beatty ao conquistar quatro indicações individuais ao prêmio. "Roma" lidera a corrida com dez nomeações

O cineasta mexicano Alfonso Cuarón fez história na manhã desta terça-feira (22) ao receber quatro indicações individuais por "Roma". Ele igualou o feito de Orson Welles, indicado em quatro categorias por "Cidadão Kane", em 1942; dos irmãos Coen, nomeados em quatro categorias em 2008 por "Onde os Fracos não Têm Vez" e Warren Beatty, indicado quatro vezes em 1979, por "O Céu Pode Esperar", e em 1982 por "Reds".

Leia também: Oscar se rende a Netflix e "Roma" se torna 1º da empresa indicado a Melhor Filme

Alfonso Cuarón faz história no Oscar
reprodução/variety
Alfonso Cuarón faz história no Oscar

Alfonso Cuarón foi nomeado como produtor, rotreirista, diretor e fotógrafo de "Roma", primeiro filme da Netflix que concorre nas principais categorias do Oscar. Com as quatro distinções em 2019, o cineasta mexicano chega a dez indicações no total. Ele já ganhou duas estatuetas. Como montador e diretor de "Gravidade" em 2014.

O tamanho do feito de Cuarón

Considerado vanguardista e um dos maiores artistas que o cinema americano já concebeu, Orson Welles foi o primeiro a receber múltiplas indicações em uma mesma edição do Oscar com "Cidadão Kane". Ele concorreu como produtor, roteirista, diretor e ator. O longa, indicado a nove Oscars, ganhou apenas um, o de roteiro.

Leia também: Esnobada! Veja quem ficou de fora e merecia uma indicação ao Oscar 2019

Orson Welles foi o primeiro a conquistar quatro indicações individuais ao Oscar por um mesmo filme em um mesmo ano
Divulgação
Orson Welles foi o primeiro a conquistar quatro indicações individuais ao Oscar por um mesmo filme em um mesmo ano

Já Warren Beatty, uma das figuras mais lendárias de Hollywood, emplacou quatro indicações por um mesmo filme em um mesmo ano duas vezes. Tanto por "O Céu Pode Esperar" como por "Reds", o astro concorreu como diretor, ator, roteirista e produtor. Ele venceu como diretor por "Reds".

Em 2008, os irmãos Joel e Ethan Coen receberam quatro indicações pela direção, roteiro, produção e montagem de "Onde os Fracos não Têm Vez". Eles ganharam três estatuetas, as de filme, direção e roteiro adaptado.

Em 2006, George Clooney conseguiu algo parecido ao ser indicado como produtor, diretor, roteirista e ator coadjuvante, mas ele foi lembrado por dois filmes diferentes. "Boa Noite e Boa Sorte" e "Syriana - A Indústria do Petróleo". 

O feito de Cuarón se notabiliza ainda mais por ser ele um estrangeiro à frente de um filme falado em espanhol, rodado em preto e branco, com atores desconhecidos e lançado em uma plataforma de streaming. 

Bradley Cooper quase conseguiu equiparar-se ao mexicano em 2019. O astro de "Nasce uma Estrela" conseguiu três indicações (ator, produtor e roteirista), mas acabou de fora dos finalistas a Melhor Direção e por isso não entra para a lista dos recordistas. 

De toda forma, ainda que não esteja do lado de Alfonso Cuarón , Orson Welles e Warren Beatty nessa distinta galeria, ele se junta a figuras icônicas como Clint Eastwood, Kevin Costner, Barry Jenkins, Martin Scorsese e Damien Chazelle como personalidades com três indicações por um mesmo filme em um mesmo ano no Oscar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.