Tamanho do texto

Bernardo Bertolucci deixou legado no cinema, mas também foi protagonista de polêmica por conta do filme "O Último Tango em Paris"; saiba mais:

Considerado um dos principais expoentes do cinema italiano, Bernardo Bertolucci, morto nesta segunda-feira (26), assinou clássicos como “ O Último Tango em Paris ” (1972) e “O Último Imperador” (1988). No entanto, além de ter deixado seu legado na arte, ele também era conhecido por seu viés polêmico, principalmente em sua obra.

Leia também: Morre Bernardo Bertolucci, diretor italiano de “O Último Tango em Paris”

Bernardo Bertolucci morreu aos 77 anos em Roma na Itália. Causa da morte não foi divulgada
Divulgação
Bernardo Bertolucci morreu aos 77 anos em Roma na Itália. Causa da morte não foi divulgada

O nome de Bernardo Bertolucci foi alvo de muita repercussão com o filme “O Último Tango em Paris”, por conta de uma cena de sodomia, que inclusive provocou a proibição do longa na Itália. A cena em questão, protagonizada por  Maria Schneider e Marlon Brando, mostra o casal usando manteiga para fazer sexo.

Leia também: Sete filmes famosos com escândalos de abusos nos bastidores

A atriz do longa, que estava com 19 anos na época, afirmou por algumas vezes em entrevistas que nunca foi consultada sobre a cena de estupro, que não estava no roteiro. Em 2007, em entrevista ao Daily Mail  , Maria disse que suas "lágrimas eram verdadeiras" durante o longa, embora a cena de sexo tenha sido simulada.

"Eu me senti humilhada e, para ser sincera, tive um pouco a impressão de ser violentada, por Marlon e Bertolucci. No fim da cena, Marlon não veio me consolar, ou se desculpar. Felizmente, uma tomada foi suficiente", disse ela sobre a ocasião.

Em uma entrevista, Bertolucci chegou a confirmar o ocorrido, que depois chamou de um mal-entendido, mas disse que Maria sabia sim da cena, só não do uso da manteiga. Ainda assim, muitos criticaram a postura do diretor.

No entanto, em dezembro de 2016, a polêmica veio à tona novamente quando um vídeo de 2013 caiu nas redes sociais, na filmagem Bernardo confirmava: "A sequência da manteiga é uma ideia que eu tive com Marlon na véspera da filmagem. Eu queria que Maria reagisse, que ela fosse humilhada. Eu não queria que ela interpretasse a raiva, eu queria que ela sentisse raiva e humilhação".

A escolha de temas polêmicos por Bernardo Bertolucci

Bernardo Bertolucci também está envolvido em polêmicas nos bastidores
Reprodução
Bernardo Bertolucci também está envolvido em polêmicas nos bastidores

Polêmicas fazem o nome de Bertolucci, que sempre escolheu temas com essa abordagem  como em "O Conformista" (1970), que mostra as motivações de um jovem burguês ao se comprometer com o fascismo de Mussolini. Já "Beleza Roubada" (1996), conta a história de uma viagem de iniciação de uma jovem, em que a mãe cometeu suicídio. Em 2003,  "Os Sonhadores" retrata as paixões políticas e a revolução sexual de 1968.

Leia também: Almodóvar, Von Trier e os diretores que trabalham a sexualidade em seus filmes

Bernardo Bertolucci se considerava descobridor de jovens atrizes. "As pessoas se lembrarão mais de mim como um descobridor de jovens atrizes do que como cineasta. Eu descobri tantas", dizia ele se referendo a Dominique Sanda, Maria Schneider, Liv Tyler e Eva Green.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.