Tamanho do texto

Com "A Garota na Teia de Aranha", a atriz confirma seu faro apuradíssimo para papéis de destaque na cultura pop e ratifica 2018 excepcional

Quando Claire Foy está por trás da atuação de uma personagem, uma coisa é certa: este não é um papel qualquer. A atriz, cujos trabalhos na televisão se iniciaram em 2008 e no cinema em 2011, demonstra ter um faro apurado ao selecionar os papéis que vão ganhar sua interpretação, e isso só ganha força com seu mais novo personagem, a Lisbeth Salander em " A Garota na Teia de Aranha ", que chega aos cinemas nesta quinta-feira (8).

Claire Foy detém personagens de grande destaque durante a sua jornada na televisão e no cinema
Divulgação
Claire Foy detém personagens de grande destaque durante a sua jornada na televisão e no cinema

Leia também: Claire Foy ganhou menos que Matt Smith pelo papel da Rainha em "The Crown"

A atriz britânica Claire Foy tem uma gama de personagens de destaque no decorrer de sua carreira. Em 2015, Claire já trazia à tona uma interpretação brilhante, ao viver Ana Bolena na minissérie "Wolf Hall", algo que no ano seguinte lhe trouxe indicações ao prêmio BAFTA e ao Critics' Choice Awards. Daí para a frente, apenas papéis de verdadeiro destaque passaram pela carreira da atriz.

O maior papel de destaque da carreira de Claire é a Rainha Elizabeth II na série " The Crown ", da Netflix, cuja estreia foi em novembro de 2016.  A trama gira em torno da própria rainha, ainda jovem, e tem a premissa de abordar sua vivência até o período atual. A atriz interpretou a protagonista até a segunda temporada, tendo em mente que a terceira traz um contexto histórico em que Elizabeth é mais velha.

Interpretar a pessoa que ostenta o cargo mais alto da política inglesa trouxe para Claire grandes prêmios, como um Globo de Ouro de Melhor Atriz em Série Dramática em 2017 e um Emmy na mesma categoria, em 2018. Além desses, Foy conquistou outros prêmios menos conhecidos, como Screen Actors Guild.

Claire Foy vive personagens muito diferentes, e fortes à sua maneira

Claire Foy costuma assumir um personagem diferente do anterior quando surgem as propostas de papéis
Divulgação
Claire Foy costuma assumir um personagem diferente do anterior quando surgem as propostas de papéis

Leia também: Steven Soderbergh quis “aniquilar” imagem de rainha de Claire Foy em filme

Outros grandes papéis, realmente contrastantes se comparados com a Rainha Elizabeth II, fizeram parte da vida da atriz. Neste ano, Claire protagonizou o filme de terror "Distúrbio", de Steven Soderbergh. O próprio diretor deixou clara que sua intenção ao escalar Claire era desvencilhar a atriz de sua imagem como a rainha de "The Crown".

Ao interpretar Janet Armstrong, a mulher de Neil Armstrong em "O Primeiro Homem", lançado em outubro deste ano, Claire também deu vida a uma personalidade jamais vista em sua atuação.

“Primeiro Homem” une introspecção e espetáculo ao recriar jornada à Lua
Divulgação
“Primeiro Homem” une introspecção e espetáculo ao recriar jornada à Lua

Seu papel mais recente, como Lisbeth Slander na continuação da saga Milennium, intitulada "A Garota na Teia de Aranha", gerou expectativa no grande público e trouxe a atriz a uma personalidade completamente diferente das outras, ainda que a personagem seja forte à sua maneira e tenha destaque, como outros papéis de Claire.

Leia também: Estrelado por Claire Foy, “Distúrbio” será lançado no streaming em 19 de julho

Durante uma entrevista à revista Time na última quinta-feira (1), a própria Claire Foy falou sobre a diferença gritante existente entre as personagens que interpreta: "Eu sempre tentei assumir novos papéis em cada etapa da minha carreira, e Lisbeth é um personagem raro. Normalmente, o protagonista é alguém que as pessoas adoram instantaneamente", a atriz declarou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.