Tamanho do texto

Com grandes nomes do terror, "Eli Roth's History of Horror" deve agradar os fãs do gênero; série do canal AMC mostra porque o gênero é tão fascinante

A partir do dia 30 de outubro, às 22h, o  AMC vai contar com um novo título de arrepiar, "Eli Roth's History of Horror". A parceria do canal com o produtor e diretor Eli Roth, responsável por longas como "Cabana do Inferno" (2002), "O Albergue" (2005) e "O Mistério do Relógio na Parede" (2018), promete um profundo olhar sobre a história e significado cultural pop dos filmes de terror .

Leia também: Warner aposta em franquia de terror e cria universo próprio

Divulgação
"Eli Roth's History of Horror"

Com seis episódios de uma hora de duração cada, "Eli Roth's History of Horror"  traz à tona história de fantasmas, zumbis, criaturas assassinas, slashers, demônios e vampiros e obedece a mesma estrutura que James Cameron cunhou para o canal ao investigar o fascínio despertado pela ficção científica.

Leia também: "Castle Rock" e as melhores antologias de terror da televisão

Para fazer isso, Eli vai contar com os melhores do gênero como Stephen King ("It a Coisa" - 2017), Jordan Peele ("Corra" -2017), Jason Blum ("Sobrenatural" -2010), Robert Englund ("A Hora do Pesadelo" -1984), Linda Blair ("O Exorcista" -1973), Rob Zombie ("Halloween: o início" -2007), Jack Black ("O Mistério do Relógio na Parede"), Jamie Lee Curtis ("Halloween" -2018), o amante do terror Quentin Tarantino ("Bastardos Inglórios") e muito mais.

Divulgação
"Eli Roth's History of Horror"

No formato de série documental, o título promete agradar os fãs e apreciadores de uma boa história de arrepiar mostrando debates sobre a evolução do gênero ao longo dos anos, trazendo respostas ao impacto do público por esse tipo de trama e os possíveis motivos que deixam muitos viciados em sentir medo.

Com as participações ilustres do mundo do cinema, o título vai explorar e analisar um dos maiores gêneros cinematográficos, especulando sobre seu futuro. Logo no começo, o documentário deve contar com cineastas, atores, escritores, maquiadores e designers de monstros para discutir sobre o universo de zumbis.

Assista ao teaser trailer da atração:


A importância de Eli Roth

Divulgação
"Eli Roth's History of Horror" promete ser mais um sucesso de Eli Roth

A importância de Eli Roth para a série vai além do fato de ele ser o idealizador da obra, mas pela sua importância no gênero. Seja como produtor, diretor ou ator, seus títulos alcançam o público e agradam a crítica.

O sucesso começou logo em seu primeiro longa “Cabana do Inferno” (2002), história inspirada em uma doença de pele contraída por ele em 1991, que mostrou o talento do artista e o levou ao reconhecimento internacional, sendo o filme que mais faturou no estúdio Lions Gate Entretainment naquele ano.

Apesar da pouca experiência do cinema Eli passou a ser aclamado de forma rápida, logo em seu segundo filme, “O Albergue” (2005), virou inspiração para outros longas e recebeu o título, pela Variety  , de um dos melhores longas do gênero horripilante.

Leia também: As freiras mais assustadoras da história do cinema

Não demorou muito para ele se tornar uma das apostas de Quentin Tarantino, um dos maiores nomes da indústria do cinema, que acompanhou de perto a carreira de Roth e produziu o segundo filme de "O Albergue" em 2007. Hoje, o nome de Roth é fator comum em uma série de bons títulos, assim, indicando que  "Eli Roth's History of Horror" não deve decepcionar, e sim acrescentar a lista de sucesso do artista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.