Tamanho do texto

O cantor que está há 42 anos no mundo da música, não entrou em detalhes sobre o problema que passou, mas contou que refletiu sobre sua mortalidade

O vocalista da banda Irlandesa U2, Paul David Hewson, de 58 anos, conhecido por seu nome artístico Bono, disse em uma entrevista ao “ The Sunday Times ” que quase morreu no ano de 2016, quando não estava em um momento bom.

Leia também:U2 lidera ranking das turnês mais lucrativas de 2017

O vocalista do U2  não entrou em detalhes sobre o problema que passou, mas contou que refletiu sobre sua mortalidade
Rede Globo/ Felipe Martini
O vocalista do U2 não entrou em detalhes sobre o problema que passou, mas contou que refletiu sobre sua mortalidade

"Eu quase deixei de existir. Foi algo muito sério. Agora eu estou melhor, mas não estava nada bem", disse o vocalista do U2 ao jornal britânico " The Sunday Times".

Leia também:U2 chega ao Brasil para turnê comemorativa dos 30 anos de "Joshua Tree"

O cantor que não entrou em detalhes sobre o problema que passou ainda contou que refletiu sobre sua mortalidade. "Ou você tem um episódio como este para enxergar sua própria mortalidade, ou alguém próximo de você tem. Chega um ponto da vida em que você precisa fazer perguntas sobre onde você está indo”.

Para o cantor, que está há 42 anos no mundo da música, todo mundo passa por algum momento parecido na vida, mas que ele conseguiu escapar. "As pessoas têm estes momentos onde lidam com a extinção de suas vidas. Pode ser algo psicológico ou físico. E sim, para mim foi físico, mas eu me poupei da parte dramática desta novela”.

Em 2000 Bono chegou a ser examinado com suspeita de câncer na garganta, mas o resultado foi negativo. Já me 2015 o cantor também foi parar no hospital após cair de bicicleta e ficar com fraturas no ombro e no rosto.

Leia também: U2 se redime em novo álbum, que mostra banda sem medo de errar

Afastamento do U2

Bono é vocalista do U2 desde 1976
Divulgação
Bono é vocalista do U2 desde 1976

Em setembro Bono chegou a ser afastado de sua banda durante um show em Berlim, na Alemanha, após perder sua voz, o cantor chegou a comentar sobre o episódio. "Eu já tive vários sinais de alerta. Alguns socos nos últimos anos. Foram alguns cochichos que ouvi e deveria ter levado em consideração", explicou.

"Foi a primeira vez que dei com os ombros na porta e ela não abriu. Senti Deus dizendo: 'Na próxima vez, tente bater ou use a maçaneta. Não use seu ombro porque você vai quebrá-lo”, ressaltou. Vocalista do U2 desde 1976, Bono ainda disse que não consegue ter mais o ritmo de antigamente. "Eu não consigo fazer mais tantas coisas quanto antes”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.