Tamanho do texto

Nova série do Space mostra a trajetória de um jornalista em busca de poder e suas relações corruptas para conseguir um bom furo de matéria

O tráfico de drogas e o turismo sexual são pautas que encantam os olhos do jornalista ainda pouco conhecido Silas Campello, interpretado por Guilherme Fontes. Repórter ambicioso de uma pequena emissora de TV em Belém do Pará, não poupa suas fontes para ter sua matéria em destaque. "Pacto de Sangue", nova série do canal Space , traduz de forma clara como a ânsia pelo poder corrompe o homem, que não poupa seus recursos para um bom furo de reportagem. 

Leia também: Guilherme Fontes vive repórter corrupto em série que estreia em agosto no SPACE

Guilherme Fontes e Adriano Garib são irmão em
Divulgação
Guilherme Fontes e Adriano Garib são irmão em "Pacto de Sangue", nova série do Space


A mina de ouro de Silas Campello se dá pela série de crimes hediondos que chocam toda a sociedade paraense, demonstrando como as notícias polêmicas e sensacionalistas alimentam  o reconhecimento pelo trabalho do jornalista. Semelhante a história do jovem Louis Bloom (Jake Gyllenhaal), no filme "O Abutre" (2014), " Pacto de Sangue " permite uma reflexão sobre como a audiência - sem crítica- ainda é a chave principal para o sucesso do jornalismo .  

Jornalismo a todo custo

Silas Campello (Guilherme Fontes), um dos personagens centrais de
Divulgação
Silas Campello (Guilherme Fontes), um dos personagens centrais de "Pacto de Sangue", nova série do Space

Com ajuda de seu irmão e parceiro Edinho, personagem de Adriano Garib, a dupla é capaz de manter conexões e alianças perigosas para alavancar seu poder perante a sociedade.

Mantendo o seu lado sombrio e reprimido, porém eficiente, Silas joga a sujeira em baixo do tapete, com a ajuda de policiais corruptos e traficantes, para se transforma em uma das figuras públicas mais polêmicas e influentes da cidade.

Leia também: O quanto você sabe sobre a Netflix? Faça o teste e descubra!

Longe das câmeras, Silas também precisa lidar com a sua família e a luta da filha contra as drogas. Com seu trabalho refletindo diretamente nessa relação, é um tema contraditório que mostra como um homem tem tanto tato em lidar com chefões do tráfico, mas não sabe como lidar com o vício da sua primogênita. 

Pacto de sangue em rituais espirituais

Divulgação
"Pacto de Sangue" também mostra a investigação para desvendar os crimes e atrocidades que acontecem no submundo do Pará


No mesmo cenário, os policiais Roberto Moreira (Ravel Cabral), astuto e com um passado fúnebre que reflete na sua personalidade, e Lucas Soares (André Ramiro) precisam desvendar crimes e atrocidades que acontecem no submundo do Pará.

Roberto Moreira (Ravel Cabral) e Lucas Soares (André Ramiro) em cena em
Divulgação
Roberto Moreira (Ravel Cabral) e Lucas Soares (André Ramiro) em cena em "Pacto de Sangue"

Com o desaparecimento de uma jovem, os agentes são levados para o coração da Amazônia para investigar rituais espirituais e uma rede de tráfico organizados por Gringa (Mel Lisboa) e Trucco (Jonathan Haagensen).

Leia também: Saudades de “Game of Thrones”? 10 séries para assistir enquanto GoT não volta

Criação de Lucas Vivo, com direção do brasileiro Tomás Portella e do uruguaio Adrián Caetano e roteiro do argentino Patrício Vega e colaboração de Ricardo Grynszpan, o elenco também conta com nomes como Fulvio Stefanini ("Caixa Dois"), Gracindo Jr ("Irmã Dulce") e Paulo Miklos ("Força-Tarefa")." Pacto de Sangue " estreia nesta segunda-feira (27) às 22h30 com episódio duplo e sem intervalos comerciais.