Tamanho do texto

Em premiação marcada pelo elogio da diversidade e tom político ameno, "A Forma da Água" foi o candidato menos controverso e mensagem de tolerância prevaleceu em edição que celebrou a arte latino-americana

Guillermo del Toro e seu "A Forma da Água" confirmaram o favoritismo e triunfaram com honras e louvores no Oscar 2018, realizado neste domingo (4), no teatro Dolby, em Los Angeles. O filme que conta a história de amor entre uma mulher muda e uma criatura anfíbia nos EUA em plena guerra fria venceu quatro Oscars (filme, direção, direção de arte e trilha sonora).

Guillermo del Toro e a equipe de
reprodução/ABC
Guillermo del Toro e a equipe de "A Forma da Água" no palco do Oscar

Leia também: Confira as críticas dos nove indicados a Melhor Filme no Oscar 2018

Na sequência vieram "Dunkirk", com três estatuetas, "Blade Runner 2049", "Viva - A Vida é uma Festa" e "Três Anúncios para um Crime", todos com dois prêmios. O Oscar 2018 não teve grandes surpresas e os favoritos confirmaram seu favoritismo. Os triunfos de "Corra!" em roteiro original, "Uma Mulher Fantástica" em Filme Estrangeiro e "Icarus", em documentário, configuraram aquilo que podemos chamar de surpresa.

Leia também: Gary Oldman vence Oscar de Melhor Ator por caracterização de Winston Churchill

Foi o Oscar mais latino-americano da história. Além do triunfo de del Toro e do filme chileno "Uma Mulher Fantástica", a vitória da animação "Viva", toda construída sobre a cultura mexicana, nas categorias de Animação e Canção Original também foram muito celebradas e garantiram esse tom latino da premiação.

Guillermo del Toro foi o grande protagonista da cerimônia do Oscar em 2018
Reprodução/Globo
Guillermo del Toro foi o grande protagonista da cerimônia do Oscar em 2018




"Somos inclusivos"

O Oscar 2018 foi uma combinação engenhosa de nostalgia, afinal a premiação chega aos 90 anos, e preocupação com as demandas do presente. O tom do discurso do anfitrião Jimmy Kimmel em seu monólogo de abertura foi de total cautela . Ele procurou demonstrar o quão inclusiva a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas está sendo atualmente. Preocupação refletida na diversidade dos apresentadores, que faziam questão de ressaltar isso sempre que sobiam ao palco. 

A premiação também teve um momento oficial dedicado ao Times`Up com as atrizes Ashley Judd, Salma Hayek e Annabella Sciorra; todas, em graus distintos, vitimadas por assédio sexual. Elas chamaram um clipe sobre a importância da representatividade no cinema, algo que a Academia se esforçou para refletir na sua lista de indicados. "Eu estou acostumado a adorar filmes feitos por caras brancos com caras brancos e agora eles podem curtir um filme protagonizado por mim", disse o ator Kumail Nanjiani, imigrante paquistanês indicado ao Oscar neste ano pelo roteiro de "Doentes de Amor", ao lado da mulher Emily V. Gordon.

Warren Beatty e Faye Dunaway retornaram ao Oscar para apresentar o melhor filme. Sem constrangimentos em 2018
Reprodução/Globo
Warren Beatty e Faye Dunaway retornaram ao Oscar para apresentar o melhor filme. Sem constrangimentos em 2018

A atriz transgênero Daniel Vega subiu ao palco para falar de "Me Chame pelo Seu Nome".  O diretor de "Viva", Lee Unkrrich fez um elogio da diversidade ao receber seu Oscar. "Marginalizados merecem o sentimento de pertencimento. Representatividade é importante". O mexicano Guillermo del Toro começou seu discurso frisando "Eu também sou um imigrante". Ele dedicou o prêmio a todo jovem cineasta que está tentando a sorte no mundo. "Esta é uma porta. Chute-a e entre".

Mais prêmios

Sam Rockwell foi eleito o melhor ator coadjuvante do ano por seu trabalho em "Três Anúnciospara um Crime". Este foi o primeiro prêmio da noite. Maquiagem, para "O Destino de uma Nação" e figurino, para "Trama Fantasma", vieram na sequência.

"Dunkirk" levou os dois Oscars nas categorias de som e Montagem. A Netflix voltou a vencer na categoria de documentário com "Icarus", registrando a primeira surpresa da noite. Kobe Bryant também fez história ao seu tornar o primeiro medalhista olimpico a também ganhar um Oscar. Ele venceu pelo curta-metragem animado "Dear Baskteball".

Roteiros

James Ivory se tornou a pessoa mais velha a ganhar um Oscar competitivo pelo roteiro adaptado de "Me Chame pelo Seu Nome". "Eu vou tentar fazer isso o mais rápido possível", disse em referência ao dinamismo nos discursos de agradecimento que foram em geral mais rápidos nessa edição. Uma preocupação externada logo na partida pelo anfitrião Jimmy Kimmel. Jordan Peele ganhou o Oscar de melhor roteiro original por "Corra!", desbancando os favoritos "A Forma da Água" e "Três Anúncios para um Crime".

"Eu tenho mais de 30 anos nessa indústria"

Roger Deakins agradece seu Oscar pela Fotografia de
Reprodução/Twitter
Roger Deakins agradece seu Oscar pela Fotografia de "Blade Runner 2049"

Após 13 indicações em vitória, o veterano Roger Deakins finalmente foi laureado pelo trabalho de direção de fotografia em "Blade Runner 2049", que era favorito na categoria. Emocionado, Deakins agradeceu o reconhecimento da Academia e expressou sua satisfação de estar atuante há tanto tempo no cinema. "Eu tenho mais de 30 anos nessa indústria. Estou muito feliz por estar vivendo este momento". 

Além do Oscar de Fotografia, "Blade Runner 2049" também levou Efeitos Visuais, batendo filmes como "Star Wars: Os Últimos Jedi" e "Planeta dos Macacos: A Guerra".

Viva

A animação da Pixar, "Viva  - A Vida é uma Festa" ganhou os dois Oscars a que concorria. Além de triunfar, como esperado, na categoria de Animação, a produção venceu o Oscar de Canção Original com a faixa Remember Me .

Atuações

"Três Anúncios para um Crime", que rivalizava com "A Forma da Água" na briga por melhor filme, acabou premiado apenas em categorias de atuação. Além de Sam Rockwell, Frances McDormand prevaleceu entre as atrizes. Foi o segundo Oscar da atriz que já vencera em 1997 por "Fargo".  Já Gary Oldman e Allison Janney faturaram seus primeiros Oscars por 'O Destino de uma Nação" e "Eu, Tonya" respectivamente.

Confira em negrito os vencedores de cada categoria do Oscar 2018:

Melhor Filme

"Lady Bird: A Hora de Voar"

"Trama Fantasma"

"A Forma da Água"

"Três Anúncios para um Crime"

"Dunkirk"

"The Post: A Guerra Secreta"

" Corra!"

"Me Chame pelo Seu Nome"

"O Destino de Uma Nação"

Divulgação
"A Forma da Água" triunfou no Oscar com quatro prêmios


Melhor Diretor

Guillermo Del Toro ("A Forma da Água")

Christopher Nolan ("Dunkirk")

Greta Gerwig ("Lady Bird: A Hora de Voar")

Jordan Peele ("Corra!") 

Paul Thomas Anderson ("Trama Fantasma")


Melhor Ator

Timothée Chalamet ("Me Chame pelo Seu Nome")

Gary Oldman ("O Destino de uma Nação")

Daniel Kaluuya ("Corra!")

Daniel Day Lewis ("Trama Fantasma")

Denzel Washington ("Roman J. Israel, Esq.")


Mellhor Atriz

Meryl Streep ("The Post: Guerra Secreta")

Margot Robbie ("Eu, Tonya")

Saoirse Ronan (Lady Bird: A Hora de Voar")

Frances McDormand ("Três Anúncios para um Crime")

Sally Hawkins ("A Forma da Água")

Frances McDormand celebra seu segundo Oscar e pede em discurso que mulheres indicadas se levantem
Reprodução
Frances McDormand celebra seu segundo Oscar e pede em discurso que mulheres indicadas se levantem


Melhor Ator Coadjuvante

Willem Dafoe  ("Projeto Flórida")

Woody Harrelson ("Três Anúncios Para um Crime")

Richard Jenkins ("A Forma da Água")

Christopher Plummer ("Todo o Dinheiro do Mundo")

Sam Rockwell ("Três Anúncios Para um Crime")


Melhor Atriz Coadjuvante

Mary J. Blige ("Mudbound")

Allison Janney ("Eu, Tonya")

Lesley Manville ("Trama Fantasma")

Laurie Metcalf ("Lady Bird")

Octavia Spencer ("A Forma da Água"


Melhor Roteiro Original

"Doentes de Amor" 

"Corra!"

"Lady Bird"

"A Forma da Água"

"Três Anúncios para um Crime"


Melhor Roteiro Adaptado

"Me Chame pelo Seu Nome"

"Artista do Desastre"

"Logan"

"A Grande Jogada"

"Mudbound: Lágrimas sob o Mississipi"


Melhor Filme Estrangeiro

“Uma Mulher Fantástica” (Chile)

“O Insulto” (Líbano)

“Desamor” (Rússia)

“Corpo e Alma” (Hungria)

“The Square: a Arte da Discórdia” (Suécia)


Melhor Animação

"Viva: A Vida é uma Festa"

"Poderoso Chefinho"

"O Touro Ferdinando"

"Com amor, Van Gog"

"The Breadwinner"


Melhor Documentário

"Abacus: Small Enough To Jail"

"Faces Places"

"Icarus"

"Os últimos homens em Aleppo"

"Strong Island"


Melhor Curta-Metragem

"The Silent Child"

"My Nephew Emmett"

"DeKalb Elementary"

"Watu Wote/All of Us"

"The Eleven O'Clock"


Melhor Documentário em Curta-Metragem

"Edith + Eddie"

"Heaven Is a Traffic Jam on the 405"

"Knife Skills"

"Traffic Stop" 

"Heroin(e)"


Melhor Animação em Curta-Metragem 

"Lou"

"Dear Basketball"

"Garden Party"

"Negative Space"

"Revolting Rhymes"


Melhor Direção de Arte

"A Bela e a Fera"

"Blade Runner 2049"

"O destino de uma nação"

"Dunkirk"

"A Forma da Água"


Melhor Figurino

"A Bela e a Fera"

"O Destino de Uma Nação"

"Trama Fantasma"

"A Forma da Água"

"Victoria & Abdul: O Confidente da Rainha"


Melhor Maquiagem

"O Destino de uma Nação"

"Victoria & Abdul: O confidente da Rainha"

"Extraordinário"


Melhor Fotografia

"Blade runner 2049"

"O Destino de uma Nação"

"Dunkirk"

"Mundbound"

"A Forma da Água"


Melhor Edição

"A Forma da Água"

"Dunkirk"

"Eu, Tonya" 

"Três Anuncios para um crime"

"Em Ritmo de Fuga"


Melhor Efeitos Visuais

"Blade Runner 2049"

"Guardiões da Galaxia Vol.2"

"Kong: A Ilha da Caveira"

"Star Wars: O último Jedi"

"Planeta dos Macacos: A Guerra"


Melhor Canção Original

Mistery of love - ("Me Chame Pelo Seu Nome")

Remember Me - ("Viva, a Vida é uma Festa")

Stand Up For Something   - ("Marshall")

This Is Me - ("O Rei do Show")

Mighty River - ("Mudbound")


Melhor Trilha Sonora

"Dunkirk"

"Trama Fantasma"

"A Forma Da Água"

"Star Wars: O último Jedi"

"Três Anúncios Para um Crime"

Warner Bros. Entertainment Inc. All rights reserved / Melinda Sue Gordon
"Dunkirk" venceu três Oscars em categorias técnicas


Melhor Edição de Som

"Em Ritmo de Fuga"

"Blade Runner 2049"

"A Forma da Água"

"Dunkirk"

"Star Wars: O Último Jedi"


Melhor Mixagem de Som

"Blade Runner 2049"

"Em Ritmo de Fuga"

"A Forma da Água"

"Star Wars: O o último Jedi"

"Dunkirk"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.