Tamanho do texto

Ex-integrante do One Direction que já havia causado sensação com a estreia de "Harry Styles" provoca sensação novamente ao debutar no cinema

Músicos se experimentando como atores não constituem efetivamente uma novidade. Apesar do hype de ver Harry Styles, que há pouco lançou um entusiasmante primeiro álbum dando partida em sua carreira solo pós- One Direction, em um filme de Christopher Nolan , ele não é o primeiro astro da música a ensaiar uma carreira de ator.

Leia também: Harry Styles deixa 1D para trás e se prepara para ser o maior popstar do mundo

Harry Styles, no primeiro plano, em cena de
Divulgação
Harry Styles, no primeiro plano, em cena de "Dunkirk"

Madonna, Beyoncé, Mick Jagger, David Bowie, Michael Jackson... a lista é imensa e estrelada. Mas a estreia de Harry Styles , que testou como um aspirante a ator qualquer e cuja identidade e estrela eram desconhecidas de Christopher Nolan, enseja uma expectativa maior.

Leia também: Por que 2017 tem tudo para ser o grande ano de Harry Styles

Seu papel não tem grande destaque, mas Styles impregna seu registro de honestidade e pungência. Sua atuação tem intensidade e nos faz torcer por ver mais de sua persona como ator. “Dunkirk” não é um blockbuster convencional, o que configura mais uma demonstração do poder amealhado por Nolan no cinema atual e junto à Warner. É um filme sobre uma derrota amarga dos aliados na 2ª guerra mundial, sem um protagonista e recheado de silêncios. É uma experiência imersiva e narrativamente robusta. Não é o filme que você pensa ideal para um astro da música em franca ascensão estrear como ator.

Harry Styles na premiere britânica de
Divulgação
Harry Styles na premiere britânica de "Dunkirk"

São circunstâncias que abonam o talento ainda por ser mensurado de Styles. Todo o elenco, que conta com atores calejados como Mark Rylance e Kenneth Branagh e estreantes como Fionn Whitehead e Aneurin Banard, está muitíssimo bem conduzido e entrosado. Nolan aqui, talvez mais do que em qualquer outro filme, se provou um eficiente diretor de atores.

Há uma cena em um barco sendo alvejado por alemães em que Harry Styles tem sua provação máxima. Era muito fácil sair do tom, cair na caricatura ou ruir a tensão construída aos poucos que culminou naquele momento. Ali, os assustados soldados ingleses tentam advir uma solução para manter o barco boiando e chegam a conclusão de que é preciso pôr alguém para fora. É uma cena de grande impacto e parte desse impacto é capitaneado por Styles.

Leia também: Qual integrante do One Direction se deu melhor em carreira solo?

A intensidade dele fica com a gente. Depois de uma estreia tão boa e mesmerizante como cantor solo, com promessas de já desafiar Justin Bieber na posição de maior astro do pop atual, Harry Styles faz algo muito semelhante no cinema e nos deixa com a questão: até onde ele pode chegar?