Tamanho do texto

Em comunicado, cantor culpou a organização da Virada Cultural pelo cancelamento de seu show no evento; veja mais na coluna Bastidores

O cantor Mano Brown soltou um comunicado nesse domingo (21) para explicar o cancelamento de seu show na Virada Cultural , em São Paulo. O líder dos Racionais MC's faria um show solo no Centro Cultural Palhaço Carequinha, no Grajaú.

Leia também: "Não é problema meu", diz Charlie Hunnam sobre bilheterias de seus filmes

Mano Brown teve seu show na Virada Cultural, em São Paulo, cancelado
Divulgação
Mano Brown teve seu show na Virada Cultural, em São Paulo, cancelado


No texto, Mano Brown explicou que o show foi cancelado por causa da forte chuva que atingiu a região na madrugada de sábado para domingo, mas também culpou a organização do evento. "Por falta de organização interna do evento, a Virada não conseguiu entregar a estrutura mínima necessária para o show de uma banda de mais de 13 músicos. Se tudo estivesse pronto na sexta daria certo", disse. "Mesmo com a produção do artista cortando mais de 40% das exigências para o show e com todos cientes da complexidade que existia para realização do mesmo, não conseguimos evitar o cancelamento, uma vez que o combinado não foi cumprido e foi impossível ter a estrutura para o show a tempo", continuou.

Leia também: Com sertanejo como arma, Deezer aposta no Brasil e na massificação do streaming

O último papel de Domingos

O ator Domingos Montagner , morto em 2016, pode ser apreciado no cinema com a estreia de “O Rastro”. No filme, o ator vive um político e, em entrevista nos bastidores, ele comentou sobre o que o atraiu para o longa: “ser um filme de gênero já me chamou muita atenção, mas eu acho que o que me agarrou mesmo foi a ideia de, através de um filme de gênero, contar uma história muito interessante”, expressou o ator. “Utilizar recursos lúdicos para atingir a sensibilidade e quebrar a resistência do público talvez seja a grande virtude do filme”, avaliou Domingos.

Mais música

Gal Costa volta a excursionar com turnê e especulação sobre disco ao vivo aumenta
Divulgação
Gal Costa volta a excursionar com turnê e especulação sobre disco ao vivo aumenta

Gal Costa volta a fazer turnês de “Ela disse-me assim – Canções de Lupicínio Rodrigues” em junho, com show em Brasília. A cantora, que lançou em 2015 disco em homenagem ao compositor, gerou expectativas de gravaria um registro ao vivo das canções.

Os disco já seria captado ao vivo nas cinco cidades pautadas para receber o espetáculo. Tempos depois, decidiu-se fazer a gravação em estúdio. No entanto, a produção e execução de Pupillo e Silva tiveram de ser adiadas. Agora, com a retomada dos shows, espera-se que a cantora lance o material ao vivo.

Punk feminista

A banda In Venus lançou na semana passada a música  Youth Generation . Formado por Cint Ferreira (voz e teclado), Camila Ribeiro (bateria), Rodrigo Lima (guitarra) e Patricia Saltara (baixo), o grupo é um dos mais empolgantes da cena do punk paulista. Nesta sexta-feira (26), a In Venus faz um ensaio aberto no Estúdio Aurora (Rua João Moura, 503, Pinheiros – São Paulo), com ingressos a R$ 10. A música está disponível no YouTube .

Arquitetura em destaque

Começa na próxima terça-feira (23) em São Paulo a Casa Cor, evento de arquitetura, design de interiores e paisagismo. Nessa edição, a arquiteta paraibana Sandra Moura assina o Estúdio do Artista, uma homenagem ao artista plástico e escritor José Rufin. Com 30 anos de arquitetura, essa será a primeira vez que Sandra assina um espaço na Casa Cor São Paulo.

Tomando como mote as características da vida e obra de Rufino, Sandra Moura mergulhou em pesquisas de materiais específicos: plantas raras, móveis e objetos de design especial, rochas, estruturas metálicas e texturas. “O estúdio é uma residência artística, uma casa fora de casa, um módulo avançado para viver e soltar o pensamento criativo”, afirmou a arquiteta. 

Leia também: Ana Maria Braga: relembre os micos que aconteceram no "Mais Você"

Brasileiro na "gringa"

Carlinhos Brown se apresenta nos EUA no próximo mês
Henriqueta Alvarez
Carlinhos Brown se apresenta nos EUA no próximo mês

Carlinhos Brown integra a programação do Lincoln Festival, em Nova York. O evento, que acontece entre os dias 10 e 30 de julho, vai reunir 20 produções e 43 performances nas áreas da dança, teatro, música e cinema. O brasileiro se apresenta na quinta-feira, 15 de junho.

A primeira vez que Carlinhos Brown participou do evento foi em 2003. Esse ano ele retorna ocupando a David Geffen Hall, um dos grandes salões do Lincoln Center, um dos principais centros culturais dos Estados Unidos. O espetáculo do baiano vai apresentar um repertório em que Brown mostra grandes sucessos da sua carreira e revela, entre sons de tambores e melodias únicas, a força da sua obra.

Pega Pega

Ficou definido como esse o nome da próxima trama das 19h. A novela está sendo definida como “comédia romântica policial”, e as primeiras chamadas já inovaram ao sair do padrão das cenas, e colocar os atores como os personagens, sendo interrogados pela policial Antônia (Vanessa Giácomo) a respeito do que se trata a novela.

Outra novidade de “ Pega Pega ” é que boa parte da história se passará no mesmo local: o hotel Carioca Palace, alvo de um roubo milionário que é o ponto de partida para a história. Para isso, a emissora trabalhou em um hotel cenográfico de larga escala e com muito ambientes.

Trailers

“Okja”

Na leva de trailers lançados essa semana, o primeiro deles foi “Okja”, dirigido pelo sul-coreano Bong Joon-Ho, o filme conta a história de um animal, criado cientificamente com o propósito de servir de alimento, mas que acaba conquistando uma amiga que vai lutar pela sua vida. O longa, que estrará na Netflix, foi exibido pela primeira vez na última semana durante o Festival de Cannes e está na disputa pela Palma de Ouro.

Batalha dos sexos

Em 1973 os tenistas Billie Jean King e Bobby Riggs protagonizaram um jogo amistoso de tênis, conhecido como “batalha dos sexos”. A tenista ouvia provocações constantes do jogador e acabou aceitando a disputa, que ficou muito famosa. Agora, o momento, e os desdobramentos, como o machismo do esporte, são expostos no filme "Battle of the Sexes" protagonizado por Emma Stone e Steve Carell.

A Guerra dos Macacos

Este ano veremos mais um filme da franquia Planeta dos Macacos chegar ao cinema. Dessa vez, “Planeta dos Macacos – a Guerra”, vai mostrar um novo embate entre humanos e macacos, quando os animais são forçados a batalha contra um exército liderado por um coronel interpretado por Woody Harrelson.

Leia também: Mano Brown e mais: os 20 melhores álbuns lançados em 2016

    Leia tudo sobre: wesley safadão
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.