Tamanho do texto

Artistas argentinos, brasileiros, guatemaltecos, colombianos e uruguaios fizeram a festa durante o festival de música Mucho! em sua primeira edição

As guitarras elétricas até poderiam enganar, mas os ritmos que emanavam das caixas de som não deixavam dúvidas: a música latina está viva e chegou para a sua primeira celebração na Audio Club durante o Mucho! Festival . No último domingo (07) em São Paulo, toda a diversidade do continente foi representada do forró brasileiro à cumbia colombiana mostrando que as barreiras linguísticas não são o suficiente para a segregação cultural em relação à música .

A música latina invadiu a Audio Club no último final de semana durante o Mucho! Festival
Repodução/Facebook
A música latina invadiu a Audio Club no último final de semana durante o Mucho! Festival


Leia também: Vencedora do Grammy Latino, Gaby Moreno é atração de festival em SP

Com alguns minutos de atraso, os colombianos do Romperayo não ficaram inibidos com a pequena plateia presente e trouxeram toda a energia que a psicodelia tropical poderia proporcionar. Mesclando sintetizadores, percurssão e guitarras, o grupo contou no palco a sua versão da música latina do seu país, passando pela região do caribe e até mesmo do carnaval de Barranquilla. O público que se aproximava cada vez mais retribui a convergência cultural aos aplausos, assovios e danças que deram início às primeiras horas do festival.

Leia também: "Ser livre criativamente é também fazer política", afirma cantor Kevin Johansen

A próxima a subir no palco seria a guatemalteca Gaby Moreno pela primeira vez no Brasil. Com um Grammy Latino nas costas, a cantora traz o folk, blues e pop para a sua composição musical que flerta com a delicadeza das cordas e a força da sua voz. Vivendo nos Estados Unidos, a artista entoou também canções em inglês no seu repertório e a mudança do idioma não esfriou o calor tropical que foi sendo construído em uma verdadeira pista de dança.

Leia também: Parceria sem fronteiras: a união musical dos brasileiros com os latinos

Juliana Strassacapa do Francisco, el hombre
Reprodução/Facebook
Juliana Strassacapa do Francisco, el hombre

A noite foi caindo e a plateia aumentando para assistir ao show do Francisco, el hombre. A energética banda, que possui uma forte presença de palco, entoou as canções do seu disco “SOLTASBRUXA”, que foi lançado no ano passado no mesmo tablado, que agora integrava o festival de música latina. A novidade, entretanto, não passou despercebida pela vocalista Juliana Strassacapa, que enalteceu o evento pela convergência cultural dos países da América Latina, relembrando que o Brasil deve se aproximar mais dos seus “hermanos”. Com um público fiel, que debruçava em cada palavra das canções, quando as luzes do palco se apagaram os fãs continuaram por alguns minutos a repetir o refrão da canção Calor da Rua, em uma tentativa sem sucesso de fazê-los voltar ao palco.

Leia também: Invasão latina: Ludmilla faz parceria com dupla de reggaeton Zion & Lennox

A energia que os brasileiros deixaram no local foi resgatada com louvor pelos uruguaios do No Te Vas Gustar. Uma das bandas de rock mais populares do país conquistou fãs leais no Brasil, o que foi comprovado pelo coro que o público enaltecia a cada música, inclusive durante uma falha técnica que transformou uma de suas canções em uma versão à capella dos fãs. Como em um show de estrelas do rock, a apresentação teve direito à invasão no palco, plateia cantando no microfone e até mesmo loucuras do vocalista Emiliano Brancciari, que desceu para a pista em busca de sentir o calor de seus fãs.

Kevin Johansen durante show em SP
Reprodução/Facebook
Kevin Johansen durante show em SP

O desfecho da noite ficou por conta do argentino-estadunidense Kevin Johansen. Com uma voz grave e suave, Kevin já é um veterano em apresentações no Brasil e alguns brasileiros inclusive já assinaram trabalhos com o cantor. Com os atrasos, o show terminou um pouco mais tarde que o previsto e o público foi deixando o espaço antes mesmo do término. Entretanto, aqueles que ficaram puderam ver uma parceria entre o cantor e a guatemalteca Gaby Moreno, além do divertidíssimo desfecho em que cada integrante da banda The Nada pôde soltar a voz. O Mucho! Festival relembrou que as veias abertas da América Latina podem também pulsar em um ritmo que acalenta o coração.

Mucho! Festival

A primeira edição do festival aconteceu no dia 07 de Maio de 2017 na Audio Club. Entre um show e outro, os Djs reservavam o set para toda a diversidade da música latina, desde bandas contemporâneas como Bomba Stereo até artistas mais consagrados como Manu Chao e Toto La Momposina. Do lado de fora, os food trucks variavam com os churros argentinos e até mesmo as arepas colombianas que incluíam diversas opções para o público. Ainda não há confirmação se haverá uma nova edição.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.