Tamanho do texto

Nova temporada da série estreou no Brasil nessa segunda-feira (1) e promete pegar pesado com Trump; relembre os episódios mais polêmicos

O governo de Donald Trump tem sido um prato cheio para os comediantes dos Estados Unidos, e "Os Simpsons" não deve passar incólume por isso: a nova temporada da série animada, que estreou nessa segunda-feira (1) no Brasil, promete pegar pesado com o presidente.

Leia também: "Os Simpsons" é renovada por mais dois anos e quebra recorde na TV

Donald Trump deve ser o grande alvo das piadas da 28ª temporada de
Reprodução
Donald Trump deve ser o grande alvo das piadas da 28ª temporada de "Os Simpsons"

Caso a expectativa se confirme, não será a primeira vez que o desenho causa polêmica. Relembre na lista abaixo os cinco episódios mais polêmicos de "Os Simpsons" :

A primeira vinda ao Brasil

Homer é sequestrado no Brasil em episódio de
Reprodução
Homer é sequestrado no Brasil em episódio de "Os Simpsons"

No episódio "Blame It On Lisa", na 13ª temporada (2002), a família Simpson veio ao Brasil pela primeira vez. Na história, eles foram para o Rio de Janeiro porque Lisa ajudava um garoto de um orfanato e ele estava desaparecido.

A descrição do Rio foi tão ácida quanto se pode imaginar, com destaque para o fato de que macacos andavam nas ruas e a Ciadade Maravilhosa era dominada pelo tráfico. Na trama, Homer chegou a ser sequestrado por bandidos em um táxi clandestino.

Em reação ao episódio, a Riotur reclamou da caracterização da cidade e ameaçou processar a Fox. O presidente do Brasil na época, Fernando Henrique Cardoso, afirmou que o episódio "trouxe uma visão distorcida da realidade brasileira".

Leia também: Personagem de "Os Simpsons" sairá do armário em homenagem a filho de escritor

A segunda vinda ao Brasil

Homer apita a final da Copa do Mundo no Brasil em episódio de
Reprodução
Homer apita a final da Copa do Mundo no Brasil em episódio de "Os Simpsons"

Mais de 10 anos depois, a família Simpson voltou ao Brasil. Desta vez, Homer e cia vieram ao País para a Copa do Mundo de 2014, na qual ele seria o árbitro. O episódio "You Don't Have to Live Like a Referee" mostra a corrupção na FIFA e no torneio.

Na história, Homer é convidado para apitar a Copa após vários executivos da FIFA serem presos. Ele é escalado para a final do torneio e é subornado pela Máfica para fazer um resultado sair. A trama ainda "previu" que o Brasil perderia para a Alemanha e Neymar se machucaria.

A ida para a Austrália

Episódio de
Reprodução
Episódio de "Os Simpsons" na Austrália irritou os australianos

Na sexta temporada da série, a família foi para a Austrália e causou muita confusão no mundo real. Na história, Bart tem que ir para o país da Oceania para se desculpar por uma pegadinha, mas se recusa a pagar pelo que fez.

O episódio caiu muital mal na Austrália e os produtores receberam mais de 100 cartas de australianos reclamando de terem sido insultados pelo desenho. O produtor Mike Reiss chegou a afirmar que o episódio gerou discussão no parlamento do país.

Simpsons x Bushs

Homer e o ex-presidente George Bush brigam em episódio de
Reprodução
Homer e o ex-presidente George Bush brigam em episódio de "Os Simpsons"

Em 1992, a série teve uma treta real com a família Bush. Na época, George H. W. Bush era o presidente dos Estados Unidos e disse que o país precisava de mais famílias como os Waltons – em referência a uma série dos anos 1970 – e menos como os Simpsons.

Em 1996, Homer respondeu. No episódio "Two Bad Neighbors", George Bush vira vizinho dos Simpsons e entra numa briga com a família. As coisas crescem tanto que Homer e o ex-presidente chegam a trocar socos, o que faz com que a família Bush deixe Springfield.

Leia também: Vanguarda! "Os Simpsons" terá episódio animado ao vivo

Casamento gay

Episódio de
Reprodução
Episódio de "Os Simpsons" abordou o casamento gay

No episódio "There's Something About Marrying", da 16ª temporada, Springfield legaliza o casamento gay para incentivar o turismo. Isso faz com que Patty, irmã de Marge, se assuma homossexual, e Homer aproveita a ocasião para se tornar um religioso que celebra casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Inspirado nas leis de São Francisco, que aprova o casamento desde 2004, o episódio foi muito elogiado por ativistas dos direitos dos homossexuais, mas foi alvo de críticas de uma ala mais conservadora, que alegou que o episódio incentivava a homossexualidade. Os produtores e escritores de "Os Simpsons" se defenderam dizendo que o capítulo não mostrava nenhum conteúdo impróprio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.