Tamanho do texto

O filme será exibido neste final de semana na mostra Panorama Especial do Festival de Berlim. O longa é a visão da diretora sobre o cotidiano da mulher

O mais novo filme da diretora Laís Bodansky , “Como Nossos Pais” terá estreia mundial em Berlim, no próximo sábado (11), na mostra Panorama Especial do Festival de Berlim. A première contará com a presença da diretora, que também assina o roteiro do filme , do roteirista Luiz Bolognesi e dos atores do longa.

Leia mais: Novo filme de Laís Bodansky, "Como Nossos Pais", vai iluminar dilemas da mulher contemporânea

Como Nossos Pais retrata a história de Rosa, uma mulher que tenta ser perfeita em tudo o que faz
Priscila Prade/Divulgação
Como Nossos Pais retrata a história de Rosa, uma mulher que tenta ser perfeita em tudo o que faz



Como Nossos Pais ” é estrelado por Maria Ribeiro, que interpreta uma mulher do século XXI, Rosa, que busca a perfeição em todos os âmbitos da sua vida, desde as obrigações da maternidade, até como profissional, esposa e filha. O longa retrata a constante busca de Rosa por acertos, apesar de sempre sentir que está errando. Entretanto, em um determinado almoço, ela recebe uma notícia bombástica de sua mãe, o que a faz começar uma nova trajetória em busca da redescoberta de si mesma.

Leia mais: Cinema brasileiro terá presença expressiva no Festival de Roterdã, na Holanda

Para Bodasnky, a participação no Festival de Berlim é um grande passo para o sucesso do filme. “É um festival que faz uma seleção rigorosa dos filmes e entrar na seleção já é passar por um filtro criterioso. Estar lá é estar sob um holofote de mercado. Cada filme é, de fato, um filho e esse não poderia ter nascido de forma melhor”, comentou.  Além disso, a diretora também reiterou a importância de um longa com a temática do universo das mulheres estar sob os holofotes nas produções audiovisuais.  "É muito importante retratar o cotidiano da mulher, que é um tema muito contemporâneo. Quando se tem poucas mulheres dirigindo, se tem poucas mulheres colocando o seu ponto de vista. ‘Como Nossos Pais’ é meu ponto de vista enquanto diretora e mulher, além de estar contando a narrativa de uma protagonista mulher nos dias de hoje”, revelou.

Leia mais: De acervo a produtor: Canal Brasil muda de perfil e fomenta cultura do País

Uma filmografia de sucesso

Entretanto, “Como Nossos Pais” não é o primeiro filme de Laís Bodanzky a ser reconhecido internacionalmente. A diretora já comandou outros grandes títulos da história do cinema, como o aclamado “Bicho de Sete Cabeças” (2001), que foi exibido no Festival de Locarno, na Suíça, no mesmo ano e ganhou os prêmios de Melhor Filme nos festivais de Cinema e Cultura Latino Americana de Biarritz e no Festival de Creteil, na França, acumulando um total de 46 premiações nacionais e internacionais. Além disso, Bodanznky já assinou também a direção de outros filmes como “Chega de Saudade” (2008), que venceu a categoria de Melhor Filme em Tous Écrans Genève e “As Melhores Coisas do Mundo” (2010), que teve a abertura em no Festival de Cinema de Roma e venceu como Melhor Filme no FICI Madrid, além de um dos episódios do filme “Mundo Invisível” (2011).