Tamanho do texto

O cineasta iraniano Asghar Farhadi, indicado ao Oscar por "O Apartamento", não poderá ir à cerimônia por medida que bane vistos de países islâmicos

O decreto assinado pelo presidente dos Estados Unidos Donald Trump que suspende vistos de sete países islâmicos impedirá que o diretor iraniano Asghar Farhadi vá à cerimônia do Oscar .

Leia mais: Documentarista brasileiro flagra América dividida sobre Donald Trump

O cineasta Asghar Farhadi, indicado ao Oscar por
Divulgação
O cineasta Asghar Farhadi, indicado ao Oscar por "O Apartamento", não irá a cerimônia por causa de medida de Trump

O Irã é um dos sete países islâmicos que tiveram a emissão de vistos de entrada nos Estados Unidos suspensa pela medida de Trump , que será válida pelos próximos 90 dias.

Asghar Farhadi é o diretor de "O Apartamento", longa iraniano que concorre ao Oscar de melhor filme estrangeiro. Ele já venceu uma estatueta por "A Separação", em 2011, mas desta vez não poderá ir à cerimônia, que acontece em 26 de fevereiro em Los Angeles.

Leia mais: Oscar celebra diversidade em plena era Trump e sela favoritismo de La La Land

A informação foi confirmada no Twitter por Trita Parsi, líder da National Iranian American Council, organização que luta pelos interesses da comunidade iraniana nos Estados Unidos.

Boicote

Além de Farhadi, a estrela de "O Apartamento" também não irá ao Oscar. A atriz Taraneh Alidoosti, que protagoniza o filme, já havia confirmado que não iria à cerimônia como forma de protesto contra as medidas do novo governo dos Estados Unidos.

Leia mais: Farhadi fala do mal-estar iraniano a partir de crise conjugal em “O Apartamento”

Assim como o Globo de Ouro, o Oscar deverá ser palco de novos protestos contra Donald Trump. Antes mesmo de asusmir o comando dos Estados Unidos, o bilionário foi ironizado em diversos discursos na premiação da imprensa estrangeira. As principais críticas vieram de Meryl Streep, que venceu um prêmio de honra na cerimônia e atacou o presidente americano. Depois do discurso, Trump declarou que a atriz é uma das mais superestimadas de Hollywood.