Tamanho do texto

Apesar das chances serem muito pequenas, alguns filmes são tão bons que deveriam entrar para a categoria de Melhor Filme nos indicados ao Oscar

A premiação mais esperada do universo do cinema , o Oscar, está cada vez mais próxima. A lista dos que estarão concorrendo a uma estatueta na cerimônia sai nessa terça-feira (24), mas muitos nomes já estão cotados e entre os favoritos dos cinéfilos para levar um dos prêmios para casa.

Divulgação
"La La Land - Cantando Estações" é um dos filmes que tem diversas indicações ao Oscar e levou muitos Globos de Ouro


Leia mais:  Oscar 2017: Dez tendências para a maior festa do cinema

Apesar dos indicados ao Oscar serem celebrados pela Academia como as melhores produções do ano, muitos filmes que rodaram as salas de cinema também merecem reconhecimento. De animação ao suspense e da comédia ao fantástico mundo dos heróis, confira dez  filmes que mereciam concorrer a estatueta de melhor filme, mas não aparecerão na lista do dia 24.

"Demônio de Neon"

Divulgação
"Demõnio de Neon" foi um dos nomes mais inesperados da lista de melhores filmes de 2016 da Cahriers

Elle Fanning protagoniza o thriller, que conta a história de uma jovem modelo contratada por uma agência renomada em Los Angeles. Ingênua, a garota tem que lidar com o ego suas colegas e com a maquiadora Ruby (Jena Malone), que possui obscuras intensões.

Leia mais: Com necrofilia e canibalismo, "Demônio de Neon" devassa fachada do mundo da moda

Por que deveria entrar no Oscar?

O filme é uma crítica à indústria da moda, traz um suspense de tirar o fôlego, metáforas impactantes e uma experimentação das cores hipnotizante.

Por que não vai? 

Trata-se de uma produção aguda demais e extremamente experimental para os padrões da aacdemia. Além do mais, a carga simbólica somadas às cenas de canibalismo e necrofilia tendem a afastar muitos acadêmicos.

"Zootopia"

Divulgação
"Zootopia" venceu o Globo de Ouro de melhor animação

Em “Zootopia” os animais são os protagonistas. O enredo conta a história de uma pequena coelha (Judy Hopps) que quer se mudar de uma fazenda isolada para uma cidade onde diferentes animais conseguem conviver em harmonia. A jovem tem que enfrentar altas aventuras e barreiras ao lado da raposa Nick Wilde.

Por que deveria entrar no Oscar?

Apesar de ser uma animação com animais como protagonistas, o filme é uma sátira cômica que traz temas sérios como a tolerância e os problemas das grandes cidades, como a violência, a superlotação dos transportes e outras questões relacionadas a contemporaneidade.

Por que não vai?

As animações tem muitas dificuldades de emplacar prêmios fora das categorias de Melhor Animação, sendo que apenas três filmes conseguiram superar essa barreira: “A Bela e a Fera” (1991), “UP – Altas Aventuras” (2009) e Toy Story 3 (2010).

"Dois Caras legais"

Russell Crowe e Ryan Gosling estrelam com comédia peculiar em
Divulgação
Russell Crowe e Ryan Gosling estrelam com comédia peculiar em "Dois Caras Legais"

Ryan Gosling já tem sua participação no Oscar praticamente garantida em “La La Land”, mas o filme “Dois Caras Legais” também é digno de reconhecimento. O filme se passa nos anos 1970 em Los Angeles, em que a filha de uma funcionária do departamento de Justiça é sequestrada e ela contrata Jackson Healy (Russell Crowe) para investigar o caso, que acaba contando com a ajuda do atrapalhado detetive particular interpretado por Gosling.

Leia mais: "Dois Caras Legais" capricha no bromance entre Russell Crowe e Ryan Gosling

Por que deveria entrar no Oscar?

O cômico filme é uma espécie de paródia e homenagem aos filmes da década, trazendo uma comédia crua e sem pudor que atinge vários níveis do humor.

Por que não vai?

O filme teve uma grande bilheteria, o que não vale muito bem para a Academia. Além disso, por esse tom mais peculiar e até mesmo esquisito, o filme não emplacaria em uma das maiores categorias do prêmio.

"Amor e Amizade"

O filme é uma releitura da obra de Jane Austen
Reprodução
O filme é uma releitura da obra de Jane Austen

O filme é uma releitura de “Lady Susan”, de Jane Austen e mostra uma viúva decidida que foge das fofocas sobre os seus casos amorosos em na fazenda dos seus antigos cunhados, onde decide arranjar um novo marido e também encontrar um pretendente para a sua filha.

Por que deveria entrar no Oscar?

A comédia dramática traz elementos da obra de Jane Austen, mas de maneira que ao mesmo tempo em que zomba, abraça os traços da autora da obra. Além disso, as interpretações e direção chamam atenção pela qualidade.

Por que não vai?

Da Amazon Studios, o filme por mais que seja bom, não possui tanta significância diante de outros gigantes do cinema.

"Capitão América: Guerra Civil"

Reprodução
"Capitão América: Guerra Civil" divide o mundo dos heróis das histórias em quadrinhos

A continuação do heroico Capitão América dessa vez traz os Vingadores nos contínuos esforços para proteger a humanidade. Entretanto, um incidente envolvendo os heróis acaba por fazer com que o governo instaure um esquema para supervisionar o grupo. De um lado, há aqueles que apoiam a decisão e, do outro, quem acredita que os políticos não devem intervir.

Por que deveria entrar no Oscar?

O filme traz ótimas performances e um enredo intenso, com uma trama conexa e momentos dramáticos e tensos bem elaborados durante o longa.

Por que não vai?

A Academia geralmente ignora filmes de super heróis e provenientes de história em quadrinhos. Caso fosse indicado, seria uma grande mudança do cenário.

Leia mais:  Jimmy Kimmel é confirmado como apresentador da cerimônia do Oscar 2017

"Procurando Dory"

O filme
Reprodução
O filme "Procurando Dory" remonta o clássico da Disney

Remontando a clássica animação da Disney, “Procurando Nemo”, o filme traz agora irreverente Dory como protagonista do longa. Na trama, a jovem peixe que tem recorrentes problemas de esquecimento se perde e Nemo e seu pai partem em uma aventura pelos mares em busca da amiga.

Por que deveria entrar no Oscar?

Além de envolver a nostalgia do primeiro filme, “Procurando Dory” também se consolida com uma trama envolvente por trazer novos personagens e aventuras que mexem com o sentimentalismo do telespectador.

Por que não vai?

Por ser uma animação, o filme não tem potencial para quebrar as barreiras impostas pela Academia de elencar o gênero na categoria de Melhor Filme.

"A 13ª Emenda"

O documentário aborda questões como racismo e violência policial
Reprodução
O documentário aborda questões como racismo e violência policial

O documentário tem como foco o sistema carcerário estadunidense e traz Ava DuVernay, de “Selma – Uma Luta Pela Igualdade” na direção do filme. O longa faz referência à emenda da legislação do país que manteve os trabalhos braçais mesmo após o fim da escravidão.

Por que deveria entrar no Oscar?

Além de abordar um tema atual e recorrente no debate público, que é o racismo e o sistema carcerário, o filme se faz importante por trazer detalhes de maneira perspicaz detalhando a realidade dos negros no país.

Por que não vai?

A Academia nunca nomeou um documentário na categoria de Melhor Filme.

"Elle"

O francês
Divulgação
O francês "Elle" venceu o Globo de Ouro de melhor filme em língua estrangeira

O enredo traz Isabelle Huppert como uma executiva-chefe de uma empresa de videogames que sofre, inesperadamente, um ataque dentro de sua própria casa e continua sendo perseguida pelo seu agressor, mesmo tentando superar o ocorrido.

Por que deveria entrar no Oscar?

O polêmico filme que traz muita violência sexual, tem a irreverente interpretação de Isabelle Huppert e foi escolhida pela França para ser o representante do país na premiação.

Por que não vai?

O filme já foi recusado pela academia por ser considerado amoral por tratar de estupro na disputa para figurar na categoria de melhor produção estrangeira.

"A Criada"

O filme
Divulgação
O filme "A Criada" é uma referência do cinema atual sul-coreano


O filme sul-coreano conta a história de uma jovem que durante a ocupação japonesa é contratada para trabalhar para uma herdeira nipônica. Entretanto, a jovem guarda um segredo: roubara fortuna da sua patroa.

Por que deveria entrar no Oscar?

O filme foi um sucesso em grandes festivais ao redor do mundo, abarca discussões sócio políticas e é uma referência das produções contemporâneas sul-coreanas.

Por que não vai? 

É raro ver uma produção estrangeira entre os indicados e seria altamente improvável uma que verse sobre um romance lésbico em uma trama de espionagem regada a fetiches sexuais.

"Eu, Daniel Blake"

Cena do filme
Divugação
Cena do filme "Eu, Daniel Blake", vencedor da Palma de Ouro em Cannes

O aclamado filme remonta a história de um homem que, após sofrer um ataque cardíaco, tem que enfrentar as burocracias para conseguir os benefícios do governo àqueles que se encontram na sua situação. Nessa jornada, ele encontra uma mãe de duas crianças que enfrenta uma situação muito semelhante.

Por que deveria entrar no Oscar?

O filme é uma grande crítica ao sistema da Grã Bretanha de benefícios do governo. Além disso, possui fantásticas performances e revela mensagens importantes.

Por que não vai?

Os eleitores do Oscar talvez não enxerguem motivos rentáveis para a indicação do filme, ainda mais em um país que tem uma política de bem-estar social muito forte.