Tiago Abravanel mostra que pessoas gordas não precisam se esconder
Reprodução/TV Globo
Tiago Abravanel mostra que pessoas gordas não precisam se esconder

Tiago Abravanel não deixou saudade no BBB 22 . Aliás, fez o contrário: foi um dos principais responsáveis para que o programa da Globo não emplacasse enquanto jogo, espalhando o clima de colônia de férias e de “amor” entre os participantes.

Mas, ainda assim, o neto de Silvio Santos teve uma participação muito importante para a televisão . O ator e cantor levou para dentro da casa temas como gordofobia e body positive (corpo positivo), movimento que defende a aceitação dos corpos, sem que eles precisem se enquadrar em um determinado padrão. Isso é de uma relevância ímpar, uma vez que o reality show, lá atrás, era exclusivo para os saradoes e ratos de academia ou, no máximo, pessoas magras, ainda que sem definição muscular.

Entre no canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro das principais notícias dos famosos

Aliás, minha colega de iG Naiana Ribeiro acredita que  “gatilhos causados após o ator sofrer gordofobia e ter sido rejeitado pelos colegas de confinamento na Prova do Líder” são os principais fatores que o levaram a desistir do programa no último domingo (27). Embora reconheça que esses pontos precisam ser considerados na análise geral, acredito que Abravanel saiu porque não soube jogar. Foi incapaz de construir alianças sólidas, se recusou a se comprometer e, no fundo, esperava ser o protagonista da edição, adorado pela casa toda por ser quem é. A realidade não só foi diferente, como ele percebeu que ainda seria alvo dos participantes. Foi fatal.

Mas Tiago, particularmente, teve um papel importante para mim. Convivo com transtorno de imagem desde a infância. E lidar com o problema é uma prisão, algo capaz de transformar um passeio na praia ou um dia de piscina em momentos de autotortura psicológica.

Acompanhar o ator seguro de seu corpo gordo e vivendo sem que isso fosse um tabu ou algo que o incomodasse ou limitasse foi algo transformador.

Leia também: Tiago Abravanel no BBB 22 e a importância do corpo gordo e gay

Leia Também

A desistência de Abravanel do jogo horas antes do paredão onde provavelmente seria o indicado pode não soar como a coisa mais corajosa da história do BBB. Mas o neto de Silvio Santos, com a carreira consagrada e a fama mais do que consolidada, aceitar participar de um reality como esse, onde a exposição é total, foi sim um ato de grande coragem. Ser essa pessoa e ainda romper com os “padrões de mercado” é revolucionário.

Não por acaso, em 2022, após o início do BBB, já consegui aproveitar um fim de semana de praia sem grandes crises e, pela primeira vez em mais de 30 anos, tive coragem de ficar sem camisa em um parque de São Paulo. E fiz essas coisas inspirado no agora ex-brother. É o poder da representatividade.

Talvez esse relato não seja o suficiente para tornar a participação de Tiago Abravanel saudosa dentro do jogo. Mas por razões que vão muito além da competição, para mim será inesquecível.



** Thiago Calil é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo. É editor-chefe do iG desde 2021, posição que assumiu após mais de dez anos produzindo conteúdo para web. Respeita muito o iGuinho, mascote do Portal, mas é apaixonado mesmo por gatos. Sambista de coração e teimoso por vocação, tem certeza que seria campeão do “Qual é a Música?”. Analisa BBB com a mesma seriedade que observa o cenário político e econômico do País. Afinal, jornalismo é jornalismo em qualquer editoria.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários