Tiago Abravanel e Paulo Betti
Reprodução/Instagram
Tiago Abravanel e Paulo Betti


Tiago Gagliasso e Paulo Betti  andaram trocando farpas por causa de desavenças políticas. Tanto que, nesta quarta (2), o  irmão caçula de Bruno e cunhado de Giovanna Ewbank, que é ferrenho defensor de Jair Bolsonaro, publicou parte da conversa que teve com o intérprete do blogueiro Téo Pereira, da novela "Império", da Globo.

O estopim, segundo contou, foi uma marcação na rede social. "Está me seguindo, querido?", perguntou o  veterano. Ao se deparar com a indagação, não deixou por menos. "Olá, Paulo. Está me vendo atrás de você? Acho que não", respondeu o  ex-participante da sexta edição do reality show rural "A Fazenda",  em tom de ironia.


Leia Também

A partir daí, a coisa degringolou. "Estamos de lado totalmente opostos e me manda mensagem, nem sei quem é, costumo falar com o ator, que é meu amigo", retrucou o  contratado da emissora dos Marinho, pouco antes de ressaltar: "Talvez você tenha muitos motivos para se alinhar com os ressentidos".

Em questão de segundos, veio a tréplica: "Seu Instagram é aberto, meu caro. Qualquer pessoa pode te marcar sem necessariamente te seguir. Você tem a opção de trancá-lo também. Clica ali nas suas configurações, fica a dica. Mas compreendo sua mania de perseguição. Estão vasculhando a Lei Rouanet todinha, né?".

Depois, na legenda da publicação,  ele, que integrou a saga "Os Mutantes", na RecordTV, fez o seguinte pedido: "Calma, Paulo Betti, não precisa me bloquear. Quem te persegue não sou eu, mas, sim, a hipocrisia, e talvez algumas produções em aberto na Rouanet. Buuh!". Por fim, destacou, aos risos: "Imagina o ego dele tomando a resposta de um ex-Mutante?".  


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários