Liliane Ventura, Anitta, Ludmilla e Preta Gil
Reprodução/Instagram
Liliane Ventura, Anitta, Ludmilla e Preta Gil


Ao compartilhar uma notícia que diz que "Carnaval 2022 tem 506 blocos inscritos para desfilar no Rio; megablocos como o de Anitta, Ludmilla e Preta Gil estão na lista",  Liliane Ventura, que comanda um quadro sobre política no "Jornal da Gazeta", da TV Gazeta, não se segurou.

Além de destacar os nomes das artistas em vermelho,  a ex-âncora do policialesco "Aqui Agora", que fez sucesso no SBT, nos anos 1990, e não esconde de ninguém ser uma das ferrenhas defensoras do presidente Jair Bolsonaro, lançou alguns questionamentos, por exemplo: "Esse não é o pessoal do 'fique em casa' e 'Bozo genocida'?".


Aproveitando a oportunidade e por  temor de uma nova onda de Covid-19 no ano que vem, continuou: "O inimigo invisível não está mais entre nós? Povo sem noção". Com a interação do público do Instagram, ela ainda declarou que a "marcha que ouviremos depois da folia será a fúnebre". Entre os comentários, há: "Hipocrisia", "só querem dinheiro" e "o cachê imuniza mais que a vacina".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários