Tamanho do texto

A contracapa da tão comentada autobiografia conta com frases escritas por Gugu Liberato, Gilberto Barros, Charles Daves, Fabio Martinho, diretor do "TV Fama", além desse colunista que vos escreve

Quem promete agitar o mercado literário é Solange Gomes, musa do quadro "Banheira do Gugu", um clássico dos anos 1990. Nesta terça-feira, dia 30, às 19h, na Livraria Travessa, do Barra Shopping, no Rio, a modelo lança a sua autobiografia, chamada "Sem Arrependimentos" (Livros Ilimitados, 452 páginas). O mérito do trabalho está em reunir todas as famosas histórias e contá-las a fundo. Livre das amarras impostas pela sociedade, ela confessou que precisou revisitar o seu passado e lembrar de temas que foram motivos de sofrimento um dia.

Leia também: Conheça o maquiador que conquistou a confiança da ex-Spice Girl Melanie C

Solange Gomes arrow-options
Divulgação
Solange Gomes

Com exclusividade ao iG Gente , Solange, que despontou como "ex de Renato Gaúcho" e foi capa da "Playboy" como "a morena que seduziu" o hoje técnico do Grêmio, respondeu as 15 perguntas da Coluna Marcelo Bandeira e falou sobre carreira, carnaval, envolvimento com o apresentador Márcio Garcia e até de um desafeto com Hebe Camargo. O motivo? Na época em que estava grávida de Stephanie, de seu breve relacionamento com o pagodeiro Waguinho, ex-integrante do grupo Os Morenos, a apresentadora disse ao vivo que ela deveria "arrumar um emprego, em vez de uma barriga". Prepare-se!

Leia também: Ex-Dominó bonitão, Klaus Hee pode integrar elenco de "A Fazenda 11"

  • 1) A mulher, hoje, quer ser boa profissional, mãe dedicada, esposa-amante e ainda eternamente bela. Não é exigência demais?

Tenho percebido isso nas redes sociais, uma auto-afirmação e competição constantes. Não faço parte desse time, mas já fui escrava da beleza durante anos. Para ir ao shopping, por exemplo, me arrumava toda, colocava salto alto e não saia sem make ou joias. Hoje não mais! Estou me permitindo algumas coisas, só não mudei meu jeito de ser mãe e profissional.

  • 2) Você é feliz com as escolhas que fez em sua vida? Se arrepende de alguma coisa?

Sou feliz, sim. Mas algumas escolhas erradas me trouxeram muita dor, porém, um aprendizado incrível. Não à toa, batalhei pelo título "Minhas Escolhas", mas a editora não aceitou. Me arrependo de ter levado a fama e não ter deitado na cama (risos).

  • 3) Você usa as redes de uma forma incisiva. É uma maneira de contestar o politicamente correto?

Já fui mais incisiva. Digo que sou igual a lua, de fases, sou doida e careta e mudo em questão de segundos. Mas não faço para contestar, não, sou assim mesmo (risos).

  • 4) Como lida com as críticas que definem sua autobiografia como algo para chamar a atenção?

Já liguei, chorei e sofri, mas hoje adoro responder aos que me criticam. Me dá prazer, gosto de uma briga! As minhas histórias chamam atenção, pois são verdadeiras, não são fakes como muitas por aí! Recebi um convite da editora e aceitei. Se vai chamar atenção ou não, só o tempo dirá. Mas estou aproveitando a oportunidade que me deram. Quem não faria?

  • 5) O capítulo em que diz que já teve relação íntima com Marcio Garcia e o irmão dele está repercutindo antes mesmo do lançamento. Algum deles te procurou para tomar satisfação?

Não. Na verdade não tem nem motivo para isso: aconteceu e ponto final, passou.

  • 6) Tem mais alguma notícia veiculada em seu livro que você acha que vai causar mal-estar com alguém?

Sim, mas só aceitei fazer essa biografia, pois queria contar as minhas verdades. Deu muito trabalho! Mas qual graça teria se não fosse para contar tudo?

  • 7) Na sua opinião, o que torna a sua história tão interessante?

Uau! Vocês me acham interessante? Adoro! É interessante porque sempre fui polêmica, verdadeira. Não sou de mimimi.

  • 8) Teve vontade de voltar às boas com alguma celeb com quem já se indispôs? Se sim, quem?

Não, quando deleto da minha vida não tem volta.

  • 9) Nas horas difíceis, como você segura a onda?

Fico junto da minha mãe, filha e de Deus. Fico horas ao telefone com a minha mãe, ela me levanta.

  • 10) Faz muito tempo que você não é vista namorando. A solidão não a assombra?

Não estou namorando e isso foi uma opção. Por conta do lançamento do livro, preferi estar solteira, sem perturbação e ninguém me podando. Se tem uma coisa que não suporto é homem me cobrando as coisas.

  • 11) Você não tem medo que sua filha sofra bullying com as histórias que contou no livro?

Não! Imagina, ela já está na faculdade. O mundo mudou.

  • 12) Outro dia li uma entrevista da Quitéria Chagas, onde ela afirmava que "rainha de bateria é a função mais desvalorizada numa escola e que a saída para cessar a venda de cargos é a regularização do ofício". Você concorda?

Hoje esse assunto não tem muito mais relevância para mim, superei, passou também. Mas a mídia e os privilégios que uma rainha têm já deixam qualquer mulher valorizada! Já fui contra a venda, mas se fosse presidente de uma agremiação, sabendo das vaidades femininas, cobraria também. Paga quem quer ou pode. Existem dois mil lugares dentro de uma escola de samba para desfilar e querem justamente a bateria por causa da vaidade. Já fui vaidosa também!

  • 13) Lembro de um episódio com a Hebe Camargo e que te deixou bem chateada na época. Conseguiu liberar o perdão? Está em paz?

Sinceramente, não costumo perdoar! Tenho essa dificuldade, fez comigo uma vez levo aquilo para o resto da vida. Mas passou. Sobrevivi!

  • 14) O que há de real na manchete "Solange Gomes lança livro de olho em uma vaga na próxima edição de 'A Fazenda'", da RecordTV ?

O real é o "achismo" de quem escreveu a nota. A data quem escolheu foi a Livros Ilimitados.

  • 15) Você acha que o sucesso no Brasil incomoda?

Leia também: Antonia Fontenelle divide opiniões ao falar de namorada de Rafael Miguel

Muito, principalmente em quem não tem êxito em suas atividades.