Myra Ruiz interpreta a primeira-dama argentina no musical Evita Open Air
JAIRO GOLDFLUS/DIVULGAÇÃO
Myra Ruiz interpreta a primeira-dama argentina no musical Evita Open Air


Primeiro musical de grande porte realizado a céu aberto no Brasil, Evita Open Air teve uma pré-estreia para convidados na noite de quarta-feira (6) e a coluna conferiu de perto a grandiosidade do espetáculo que conta a história de Eva Perón (1919-1952), primeira-dama da Argentina que ainda hoje é cultuada como santa por parte da população.


Antes dos atores tomarem o palco de 50 metros de extensão, o produtor-executivo Carlos Cavalcanti, fundador do Atelier da Cultura (empresa responsável por trazer o espetáculo ao Brasil), fez um discurso de agradecimento aos patrocinadores e acabou dando uma verdadeira aula sobre como funcionam as leis de incentivo à cultura no país. De tão didático, acabou provocando reações na plateia, que gritou por diversas vezes "Fora, Bolsonaro".

Cavalcanti disse que houve um momento em que haviam 600 pessoas trabalhando simultaneamente no Parque Villa-Lobos, onde a arena foi montada. E frisou que se tratavam de 600 famílias que estavam tirando seus sustentos por meio da cultura.

Em sua explicação, ele desmentiu os boatos comuns a respeito da Lei Rouanet, bastante propagados por correntes bolsonaristas. O principal deles que diz respeito ao percentual de lucros que os produtores supostamente embolsam por conta do dinheiro que entra no caixa das produções contempladas pela lei.

Ele fez uma rápida soma para mostrar ao público os custos de se montar uma produção da Broadway na maior cidade do Brasil, a quantidade de funcionários que trabalham durante a realização da temporada (são aproximadamente 250 pessoas, incluindo profissionais de todos os setores) e os custos operacionais.

Também frisou que somente com as leis de incentivo é possível tornar um espetáculo da Broadway acessível ao grande público. Na inexistência deste tipo de arrecadação, um ingresso para o Evita Open Air não sairia por menos de R$ 1 mil. Graças às verbas provenientes da Lei Rouanet, há ingressos disponibilizados pelo valor de R$ 50, e que podem ser pagos com o cartão Vale-Cultura.

O público se empolgou e por diversas vezes, ao longo do discurso, gritou "Fora, Bolsonaro". O atual presidente da República é um dos gestores que menos investiram no setor, endureceu as regras de arrecadação e limitou até mesmo o teto de salários que o elenco e produtores beneficiados pela Lei Rouanet poderiam ter nos projetos aprovados pela Secretaria Especial de Cultura.


Impressionante 

Não tem como não se impressionar e não se emocionar com o musica Evita Open Air. O elenco está afiadíssimo (vou detalhar melhor em outro texto), e Myra Ruiz provou que é uma das melhores atrizes de sua geração no teatro musical brasileiro. Suas transformações nas diferentes fases de vida da primeira-dama argentina e sua potência vocal são hipnotizantes.

Evita Open Air
Onde: Parque Villa-Lobos - Av. Queiroz Filho, 1365 - Alto de Pinheiros, São Paulo – SP
Quando: Quinta e sexta, às 20h; sábado e domingo (sessão dupla), às 15h e às 19h30.
Quanto: De R$ 50 a R$ 300. À venda pelo bit.ly/ingressosevita
Duração: 110 minutos mais 15 minutos de intervalo
Classificação Indicativa: Livre

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários