Mallu Ohanna processou Dudu e pediu indenização por danos morais após fim do casamento
Reprodução/Instagram
Mallu Ohanna processou Dudu e pediu indenização por danos morais após fim do casamento


Mallu Ohanna sofreu uma derrota no processo que move contra seu ex-marido, o jogador Dudu, por danos morais. Ela havia pedido uma indenização de R$ 200 mil por ter sido traída pelo meio-campista do Palmeiras e por ter sua separação exposta na imprensa, alegando ter entrado em depressão. O juiz não somente negou a demanda como também deu uma bronca na digital influencer, afirmando que ela foi a culpada por todo o circo midiático.


O juiz Helmer Augusto Toqueton Amaral, da 8ª Vara Civel do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, negou uma série de pedidos de Mallu. A começar pelo pedido de Justiça gratuita, alegando não ter renda suficiente para bancar a ação. Ele lembrou que ela recebe 13,64 salários mínimos "a título de alimentos compensatórios em razão da dissolução da união estável", e também por atuar como influenciadora digital e ter fonte de renda própria para bancar as custas processuais.

Em seguida, analisou as motivações do pedido de indenização de R$ 200 mil e julgou todos improcedentes. Na ação, Mallu diz ter descoberto que Dudu tinha um filho de dois anos de idade fruto de um relacionamento extraconjugal e afirmou ter sido constrangida pela mídia quando o caso veio à tona.

Leia Também

Mas o juiz pontuou que ambos são figuras públicas, donos de uma sabe gigante de seguidores nas redes sociais, e que quaisquer assuntos de natureza íntima são comumente explorados pela imprensa. E lembrou também Mallu de que ela havia citado no processo que a infidelidade de Dudu era algo velado, e que só se tornou de conhecimento público porque ela mesma levou essa informação para a mídia. Ou seja, ela é a responsável pela exposição do caso.

"Segundo porque os fatos noticiados na mídia mencionados pela autora na inicial foram causados por condutas da própria requerente. O que se noticiou foi justamente a conduta da autora perante os fatos narrados. Daí porque não se vislumbra o réu como desencadeador das notícias. Bom lembrar ainda que o requerido, sendo pessoa pública e cuja ocupação pode ser prejudicada pela má imagem, em nada tinha a ganhar com a situação narrada, muito pelo contrário. De tal modo, se as notícias foram lesivas à autora, também o foram ao réu", diz o magistrado.

Na decisão, também é pontuado que a Justiça não prevê indenização para casos de infidelidade em relacionamentos de contratos de união estável, como era o caso dos dois.

Por conta dessa derrota completa na Justiça, ela perdeu a gratuidade na ação e terá que arcar com o pagamento de todas as custas processuais e honorários advocatícios, determinados em R$ 5 mil.

Dudu e Mallu se relacionaram por 12 anos e têm dois filhos juntos. O fim do relacionamento foi decretado em 2019. E por conta de toda a exposição em torno do caso, que teve até mesmo vídeos de uma briga física entre os dois dentro de um carro, ela disse que entrou em depressão e passou a fazer tratamentos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários