Tamanho do texto

Ambientado nos anos 90, produção aborda as problemáticas inerentes ao conceito de cura gay ao observar internação de uma adolescente

Vencedor do prêmio do júri no festival de Sundance de 2018, “O Mau Exemplo de Cameron Post” finalmente estreia nos cinemas brasileiros depois do tema cura gay, foco do filme, ter despertado grande atenção midiática por conta da desistência da Universal Pictures de lançar “Boy Erased: Uma Verdade Anulada” nos cinemas no começo deste ano.

Leia também: Bem planejado, "Shazam!" mostra que DC não precisa espelhar Marvel no cinema

Cena do filme O Mau Exemplo de Cameron Post
Divulgação
Chole Grace Moretz em cena de O Mau Exemplo de Cameron Post, que estreia nesta quinta (18) nos cinemas brasileiros

Para além das questões comerciais envolvidas, é muito bom saber que um filme como “O Mau Exemplo de Cameron Post” vai ser exibido nos cinemas. O longa dirigido por Desiree Akhavan, que costuma abordar a sexualidade em seus trabalhos na TV e no cinema, é ótimo e merece ser visto.

Adaptação da obra homônima de Emily M. Danforth, o filme é estrelado por Chlöe Grace Moretz e mostra uma adolescente que é enviada pela tia para um centro cristão de cura gay após ser flagrada ficando com uma menina durante uma festa.

Akhavan opta por uma narrativa convencional, mas isso não impede que seu filme seja vibrante, revestido de energia e de um espírito jovem e questionador.

Leia também: Censura ou dificuldade na distribuição? Entenda polêmica envolvendo “Boy Erased”

Ótimos atores

cena do filme O Mau Exemplo de Cameron Post
Divulgação
John Gaallagher Jr. tem um pequeno, mas marcante papel no longa

Além de Moretz, cuja gestualidade suspensa reforça a amargura a qual sua personagem é submetida naquele ambiente, o elenco conta com ótimos atores. John Gallager Jr. Faz esse tutor que é um “gay recuperado” e que busca uma linha terapêutica com os discípulos admitidos pela instituição menos agressiva do que sua irmã, a diretora, vivida pela sempre ótima Jennifer Ehle.

Há ainda Sasha Lane e Forrest Goodluck, como dois internos relutantes que logo despontam como pontos de identificação para a protagonista.

Tema x proposta

O Mau Exemplo de Cameron Post
Divulgação
O Mau Exemplo de Cameron Post: Espírito Jovem

A ideia de “O Mau Exemplo de Cameron Post” não é fazer uma denúncia ou provocar ruído, o que pode descontentar expectadores mais militantes, mas investigar o processo íntimo de ruptura a qual pessoas na situação de Cameron são submetidas. Não obstante, viabiliza-se um comentário pulsante sobre a intervenção violenta da sociedade nas individualidades, algo extremamente atual e de muitas ramificações.

Leia também: "Guava Island" defende arte como resistência e a vê como foco de transformações

O filme, no entanto, não se resolve como uma experiência pesarosa. É leve, solar e encontra em sua protagonista, uma alma indisposta a renunciar a sua liberdade de viver, pensar e amar. Nesse contexto, “O Mau Exemplo de Cameron Post” é não apenas pedagógico, como contagiante.