Tamanho do texto

A ambiciosa produção da Globo estreou na plataforma em julho, mas não teve grande repercussão. Agora, série terá exibição gratuita

A Globo investiu pesado em “Aruanas”, série que estreou no Globoplay em julho. Estrelada por nomes fortes na emissora, como Taís Araújo e Leandra Leal, a produção teve maior parte das cenas gravadas na Amazônia e traz um debate atual sobre a destruição da floresta e do meio ambiente.

Leia também: “Aruanas” costura ativismo com dramas pessoais e lembra Marielle Franco

aruanas arrow-options
Divulgação
"Aruanas"

Com boa premissa, “ Aruanas ” debate o poder do jornalismo, a influência política e o interesse violento de grandes corporações. Mas, assim como outras produções feitas para o Globoplay , a série não teve grande repercussão. Aproveitando o tema, que segue em alta por conta das queimas na região, a plataforma decidiu deixar a série gratuita por uma semana.

Aproveitando que a última quinta-feira (05) foi o Dia da Amazônia, a plataforma liberou a produção para quem não é assinante. Além de Taís e Leandra, Camila Pitanga, Débora Falabella e Thainá Duarte completam o elenco.

Bronzeada e ativista

erika bronze arrow-options
Divulgação
Erika Bronze

Érika Bronze, conhecida pelo bronzeado mais concorrido na laje carioca, foi uma das estrelas da noite de pré-estreia do documentário "O Corpo é Nosso" que contou com a presença dos atores Renato Góes e Roberta Rodrigues na quarta-feira (04).

"Estou muito feliz em poder participar desse documentário, pois através dele podemos quebrar um pouco do preconceito que existia sobre o bronzeamento na laje que era rotulado como uma coisa de pobre e favelado. ‘O Corpo é Nosso’ veio para quebrar paradigmas, veio para mostrar que nós mulheres somos as donas dos nossos corpos e fazemos com ele o que quisermos" disse a queridinha das famosas.

Leia também: Trunfo da Globoplay, "The Good Doctor" deixa de ser exclusivo e vai para a Sony

Revelação

Andrea Killmore ficou conhecida pelo trhiller “Bom Dia, Verônica”, sucesso lançado pela Darkside em 2016. Agora, três anos depois e prestes a ganhar uma sequência, a editora anunciou de Killmore não passava de um pseudônimo de Raphael Montes, um dos maiores escritores do gênero no Brasil e Ilana Casoy, criminóloga e escritora.

A dupla, que vendeu mais de 10 mil exemplares do livro e escreveu junto o roteiro do filme sobre Suzane Von Richtofen, anunciou o lançamento da sequência, “Boa Tarde, Verônica”. O livro está previsto para o primeiro semestre de 2020, mesma data que o filme.

Samba novo

banda galocanto arrow-options
Divulgação/Bruno Henrique
Galocantô

O grupo de samba carioca Galocantô tem viagem marcada para São Paulo. Eles estarão no Sesc Pompéia no próximo sábado (07), apresentado seu último trabalho, DVD “Terreiro do Galo”. O repertório terá versões de clássicos do samba como Aquela Dama (Fundo de Quintal), Água Benta (Sombrinha e Ratinho) e Filosofia de Quintal (João do Cavaco e Zé Maurício), além de composições autorais como Vara de Família e Pão que Alimenta.

Na música

maiara e maraisa arrow-options
Reprodução/Instagram
Maiara e Maraisa

O Globoplay pode investir em produções cinematográficas, mas eles tem visto um nicho possível em outro setor: o da música. Além de Luan Santana e Marília Mendonça, que puxam novidades exclusivas, a plataforma disponibilizou shows de Maiara e Maraisa, Henrique & Juliano, ale´m de Roberto Carlos e Raça Negra.