Tamanho do texto

As estratégias por trás do "Se Joga", novo vespertino da Globo, documentário sobre o 11 de setembro e Programa Eliana são destaques de Bastidores

O tão aguardado e comentado programa de Fernanda Gentil na Globo não vai ser um programa da Fernanda Gentil. Pelo menos não essencialmente. Afinal, Érico Brás e Fabiana Karla vão dividir a apresentação do “Se Joga”, que deve estrear na faixa vespertina para concorrer com o “Fofocalizando” e “A Hora da Venenosa” até o fim de outubro.

Leia também: Novo filme de Martin Scorsese lidera ofensiva da Netflix pelo Oscar em 2020

Fernanda Gentil arrow-options
Divulgação / Rede Globo
Sem destino definido, quais são os rumos de Fernanda Gentil no entretenimento da Globo?

A opção por fatiar a responsabilidade da apresentação é estratégica. A Globo foi forçada a rever a ideia de dar um programa solo em um horário pressionado para Fernanda Gentil depois que uma pesquisa encomendada pela própria emissora mostrou que a rejeição a ex-apresentadora do “Esporte Espetacular” é consideravelmente alta. O que caiu como uma bomba para quem se fia apenas pelo furor das redes sociais.

Primeiro programa sob direção de Mariano Boni, novo responsável pelo núcleo de entretenimento da Globo, o “Se Joga” vai buscar diálogo com todos os públicos, mas com o foco principal justamente no espectador que criou o hábito de dessintonizar da Globo para buscar fofocas sobre artistas da emissora nas concorrentes.  A expectativa é que haja mobilização do elenco da Globo, principalmente de artistas que estejam no ar em novelas.

A coluna apurou que Marcelo Adnet será um colaborador fixo do programa, que buscará dar ênfase ao humor.

 Leia também: Conheça todos os jornalistas que passarão pelo “Jornal Nacional”

A tragédia vista de um novo ângulo

E lá se vão 18 anos do 11 de setembro. Daquele 11 de setembro. O atentado às torres gêmeas permanece como o mais aterrador evento do século XXI e ainda rende olhares diferentes no contexto artístico e histórico.

“A Quatro Quadras das Torres: o 11 de Setembro em Stuyvesant” , documentário que a HBO exibe no dia 11 de setembro, aborda os acontecimentos daquele fatídico dia por meio de conversas com oito nova-iorquinos que estudavam na respeitada escola pública de ensino médio Stuyvesant, localizada a quatro quadras do World Trade Center.

A produção mostra como os atentados de 11 de setembro de 2001 influenciaram as vidas e sonhos destes alunos e de todos os Estados Unidos – e sua repercussão até os dias de hoje. Os alunos que participam do documentário são Taresh Batra, Catherine Choy, Ilya Feldsherov, Mohammad Haque, Liz O'Callahan, Himanshu Suri, Michael Vogel e Carlos Williams.

Leia também: "Experiência analógica", livrarias de rua viram resistência à crise no setor

Eliana encontra Mioto

Programa Eliana arrow-options
Divulgação/SBT
Eliana encontra Gustavo Mioto

Neste domingo (1), o programa  Eliana  vai ao interior paulista para entrar na intimidade de Gustavo Mioto. Ele abre seu sítio, viaja ao passado relembrando o antigo colégio e se encontra com os professores e um amigo de lá. O cantor também volta ao posto de gasolina onde trabalhava antes da fama, fala das dificuldades até conseguir fazer sucesso e vai a um lar de idosas que costuma frequentar para fazer uma serenata emocionante a um grupo de senhoras. Ele ainda prova o temido “cardápio surpresa” e passa um trote divertidíssimo para Maiara, da dupla com Maraisa. O programa vai ao ar às 15h.