Tamanho do texto

Jornalista foi demitido da emissora global após a repercussão de comentários racistas vazados na internet; coluna Bastidores também destaca cinema nacional, música underground e muito mais

Há um ano William Waack era afastado do “Jornal da Globo” devido a circulação de um vídeo na internet em que o jornalista declamava comentários racistas. À época, a Rede Globo   se posicionou “visceralmente contra o racismo em todas as suas formas”.

Leia também: William Waack tem histórico de atritos com colegas de trabalho

Coluna Bastidores destaca William Waack na Band, Dani Vellocet, cinema mirim e mais
Divulgação / Reprodução Instagram
Coluna Bastidores destaca William Waack na Band, Dani Vellocet, cinema mirim e mais

Mesmo se desculpando e afirmando, sempre que possível, que tudo não passou de “uma piada idiota… dita em tom de brincadeira, num momento particular”, a demissão de William Waack , para a Rede Globo , acabou sendo uma consequência inexorável.

Leia também: "Entre amigos quem não fala m...?", diz William Waack sobre episódio de racismo

Coluna Bastidores destaca William Waack na Band, Dani Vellocet, cinema mirim e mais
Divulgação / Reprodução Instagram
Coluna Bastidores destaca William Waack na Band, Dani Vellocet, cinema mirim e mais

Fora do ar, Waack colhe os frutos de uma carreira extensa e invejável no jornalismo, sempre dando entrevistas para rádios, veículos de grande porte e canais do Youtube, durante o ano de 2018 ele chamou atenção por suas declarações polêmicas, como chamar a emissora global de “ninho de cobras”, e um provável contrato com a Band .

Responsável por comandar desde abril o Painel WW , canal do Youtube voltado para exibição de notícias, as especulações de que o jornalista teria entrado em conversação com a Band para um programa com formato para canal pago começou a repercutir em setembro.

Sempre mantendo a serenidade em relação ao fatídico episódio, Waack nunca se posicionou sobre sua ida para algum concorrente. À coluna, a assessoria da emissora comandada pela Família Saad detalhou que o jornalista “está conversando com o Grupo Bandeirantes”, mas que ainda não fechou nenhum contrato.

O cinema mirim quebrando barreiras

Estreou nesta quinta (13) a continuação da franquia “Detetives do Prédio Azul: o Mistério Italiano”. Protagonizado por Anderson Lima, Letícia Braga e Pedro Henriques Motta, o longa-metragem se joga em uma missão mais ambiciosa e internacional. O iG Gente teve acesso a um pílula exclusiva de conteúdo.

Panela velha é que faz comida boa

“O Predador” está de volta! Distribuído pela Fox o longa chegou às plataformas digitais (Net Now, Google Play, iTunes) na última quinta-feira (13) e vai trazer um toque de irreverência para os admiradores de ficção científica. Com nova roupagem e personagens distintos, a trama pretende atrair os cinéfilos não apenas pelo conjunto de elementos antigos, mas por suas novidades.

Em entrevista, o diretor afirmou que quando se mexe com uma franquia como esta existem “coisas que você precisa manter” e “outras é preciso mudar ou renovar”. Neste caso, a ameaça alien continua, agora é o conjunto de sobreviventes que sofrerá a mudança.

O underground procurando seu lugar ao sol

coluna Bastidores destaca William Waack na Band, Dani Vellocet, cinema nacional e muito mais
Reprodução / Divulgação
coluna Bastidores destaca William Waack na Band, Dani Vellocet, cinema nacional e muito mais

Quatro meses após o lançamento de “Amores”, seu primeiro disco solo, Dani Vellocet retorna às paradas com o clipe de Lado Bom , lançado nesta quinta (13). Na tentativa de alavancar a faixa, a canção da cantora underground conta com a participação de Rogério Flausino, vocalista do Jota Quest. Sobre a produção, Dani disserta uma mensagem clichê, ressaltando que a parceria entre os dois “busca exaltar o amor acima de tudo”. Aos interessados, o clipe pode ser conferido na plataforma de vídeos mais famosa do mundo, o Youtube.

A vida William Waack 

Coluna Bastidores destaca William Waack na Band, Dani Vellocet, cinema mirim e mais
Divulgação / Reprodução Instagram
Coluna Bastidores destaca William Waack na Band, Dani Vellocet, cinema mirim e mais

Em entrevista recente ao youtuber Marcelo Bonfá, Waack afirmou que apesar de os comentários de tom racista que fez terem custado seu emprego, ele nunca teria sofrido represálias públicas e/ou perdido amizades.

Leia também: Um ano após saída da Globo, William Waack dispara: "um ninho de cobras"

"Ao contrário, ganhei vários. Acho que a esmagadora maioria das pessoas percebeu que aquilo era uma piada de boteco, dita no ouvido de um amigo. Sussurrado como todo mundo faz depois de tomar duas cervejas e brincar", minimizou William Waack , ressaltando que o vídeo que viralizou na internet sequer foi ao ar. "Aquilo evidentemente foi roubado de um servidor interno e fizeram o uso que fizeram", finalizou o jornalista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas