Tamanho do texto

Pesquisa realizada por emissora de canal fechado mostra como o gosto por séries dos brasileiros afeta o mercado; coluna Bastidores ainda destaca documentário de Milton Nascimento, desconto em cinemas e muito mais

O Universal TV , em parceria com a Quantas e o Coletivo Tsuru, realizou uma pesquisa , batizada de “Paixão em Séries”, para saber como os hábitos de consumo de séries respondem e intensificam a produção de conteúdo no Brasil.

Leia também: Muito além de “La Casa de Papel”: confira outras séries espanholas da Netflix

Pesquisa aponta como consumo de séries pode influencer o mercado
Divulgação
Pesquisa aponta como consumo de séries pode influencer o mercado

O levantamento do  Universal TV sobre hábitos de consumo confirmou que metade da população brasileira (51%) é ligada em séries. Sendo que destes, a maioria (57%) já é apaixonada por séries, contando com os demais “entrantes” (novos consumidores) - recentes.

Leia também: Aplicativos são a nova tendência para conquistar aficionados por séries

O trabalho de coleta de dados teve início em novembro de 2017 e foi finalizado em abril de 2018, e percorreu o país para traçar um amplo mapa deste segmento.

Pesquisa aponta como hábitos de consumo influenciam mercado de séries
Divulgação
Pesquisa aponta como hábitos de consumo influenciam mercado de séries

De acordo com o estudo, cerca de metade da população (51%) com 16 anos ou mais das classes A,B e C das praças pesquisadas é consumidora de séries. Apesar de existirem diferenças entre perfis de segmentação, existem três aspectos relevantes para o consumidor brasileiro  "apaixonar-se" por uma série :  Dublagem, facilidade de encontrar o produto e liberdade para assisti-lo onde e quando quiser.

Na coleta de dados, a dublagem é apontada por 47% dos entrevistados e reflete o hábito de “semi-assistir” alguns conteúdos como faziam com as novelas. Já a facilidade de encontrar o que quer assistir, escolha para 52% - as séries têm que ser fáceis de achar, rápidas de acessar, reproduzindo a facilidade que os brasileiros têm para acompanhar  seus programas favoritos. Por fim, a liberdade de assistir quando, onde e como quiser, representa 54%  - segundo o estudo, as séries têm que entrar no tempo, no ritmo e no lugar que as pessoas estão e querem assistir.

Desconto no cinema para todos

Cinema com desconto
Divulgação
Cinema com desconto

Os cinéfilos piram! Uma parceria, um tanto convencional para os frequentadores de cinema, entrou em vigor na última quinta (01). A aliança entre a Rede Cinesystem e Elo promove que os clientes paguem utilizando o cartão de débito ou crédito da bandeira de cartão tendo assim o direito de pagar meia entrada. No entanto, é válido ressaltar que está vantagem é apenas resguardada para consumidores de São Paulo e Rio de Janeiro, e em alguns shoppings.

Este modelo de parceria não é novo. A maior rede exibidora do País, a Cinemark, mantém parceria com o Bradesco e com a Vivo para descontos graduais e variados no ingresso de cinema. O mesmo ocorre entre o banco Itaú e as redes UCI, Kinoplex e Itaú de cinema.

Sequência de blockubuster nacional

Francisgleydisson está de volta! Apaixonado pela sétima arte, o personagem da franquia "Cine Holliúdy" se prepara para ocupar novamente às telonas.  Sobre o intertítulo de "A Chibata Sideral", o longa-metragem não aparenta fugir do clichê "besteirol brasileiro". Dirigido por Halder Gomes, o longa estreia no circuito comercial em 2019.

Conheça Milton Nascimento

Milton Nascimento ganha série documental
Divulgação
Milton Nascimento ganha série documental

Composta por quatro episódios "Milton Nascimento - Intimidade e Poesia", série documental realizada durante turnê do artista nos Estados Unidos, mergulha na personalidade e visão de Milton. Cheia de relatos que estremecem o pessoal do Nascimento, a produção estreia nesta sexta (10), às 21h, no canal  HBO .

+ Pesquisa da Universal TV

Pesquisa aponta como hábitos de consumo influenciam mercado de séries
Divulgação/Imdb
Pesquisa aponta como hábitos de consumo influenciam mercado de séries

Em relação aos motivos para assistir às séries, 90% apontaram o prazer (“é o que mais gosto de assistir”, “me programo pra ver as minhas series prediletas”, “é um momento de bem estar, que tento encaixar na minha rotina”).

A plataforma TV foi, de longe, o apetrecho mais usado (86%) e também preferido (75%) para ver séries. O celular está em segundo lugar (31%), seguido do PC (15%), notebook (12%) e tablet (8%).

Leia também: Renovada para 3ª temporada, "Riverdale" se tornou a nova série teen do momento

A pesquisa para mapear os hábitos de consumo do brasileiro contou com análises qualitativas (Quantas) e quantitativas (Coletivo Tsuru) com diferentes formatos. Tendo entrevistas pessoais realizadas em oito cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Distrito Federal, Salvador, Fortaleza, Curitiba e Porto Alegre. Ao todo, foram ouvidas 1.665 pessoas, com amostragem por sexo, idade, classe e posse de TV por assinatura.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.