Tamanho do texto

Entrevista com ator de “O Negócio” e “Ilha de Ferro”, próximos capítulos de “O Outro lado do Paraíso” e mais na coluna Bastidores

Johnnas Oliva está atualmente gravando a nova série da Rede Globo, “Ilha de Ferro”, desenvolvida para o mercado on-demand. Mas, enquanto a série não tem data para ir ao ar na internet, ele pode ser visto na HBO, na última temporada de “O Negócio”, em um papel que foi crescendo ao longo da série, ganhando mais espaço como coadjuvante.

Leia também: “O Negócio”: série de prostituição volta para temporada final cheia de conflitos

Johnnas Oliva: ator se divide entre série da HBO, produção da Globo, novo filme e peça de teatro
Neto Ponte
Johnnas Oliva: ator se divide entre série da HBO, produção da Globo, novo filme e peça de teatro

Além de “ Ilha de Ferro ” e “ O Negócio ”, Oliva pode ser visto no teatro com o “Terça Insana”, e nos cinema no ainda inédito “Todo Carnaval tem seu Fim”. Com um ano cheio, o ator falou ao iG Gente sobre os trabalhos, novela, cinema e a nova fase da dramaturgia brasileira.

Séries brasileiras

Em uma das produções de maior sucesso da HBO brasileira, Oliva comemora como seu personagem, Yuri, se desenvolveu na série. Ele conta que, apesar de ter uma sinopse pequena no início, ele conseguiu direcionar o personagem para uma direção que agradou roteiristas e diretores a ponto de leva-lo adiante. Assim, Yuri se tornou, de acordo com as palavras de Johnnas, “um dramático e um coitado”.

Yuri desenvolveu o que ele chama de psicopatia com humor, que desbrava ao lado de Oscar (Gabriel Godoy) e a prostituta Luna / Maria Clara (Juliana Schalch). Gabriel, inclusive, é amigo de Johnnas de longa data, com quem já dividiu outros trabalhos, como “Haja Coração” na Globo.

Ainda na TV, ele será Borracha em “Ilha de Ferro”, que terá Cauã Reymond como protagonista. Novato trabalhando em uma plataforma de petróleo, seu personagem tem que lidar com todos os tipos de medo ao chegar no local, incluindo de mar, de altura, de helicóptero. O processo de adaptação ainda encontra alguns empecilhos, incluindo alguns trotes que, de acordo com Johnnas, serviram para calejar o personagem.

Com experiência tanto em novelas quanto em séries, na TV fechada e aberta, Johnnas acredita que a dramaturgia nacional tem mudado, aproximando-se da linguagem do cinema. “As novelas se adaptaram a linguagem de câmera, de luz, de história e enxugaram os núcleos para se adaptarem”, comentou.

As novelas, inclusive, são uma ótima escola, de acordo com ele. “Novela é bom, pois deixa o ator muito vivo no personagem, não desliga nunca. Você fica das 13h às 21h só vivendo aquela vida”, comenta ele.

Cinema

Johnnas Oliva fala ao iG Gente
Neto Ponte
Johnnas Oliva fala ao iG Gente

Se as novelas tem se adaptado à linguagem cinematográfica, as séries mais ainda. O cineasta Afonso Poyart, por exemplo, ficou responsável pela direção de “Ilha de Ferro”, e levou para a TV sua equipe cinematográfica, incluindo até mesmo a equipe de maquiagem. Se a produção tem ares de cinema, Oliva também contribui na sétima arte com “Todo Carnaval Tem Seu Fim”.

Como Diego, ele fará um traficante “passivo” como define Johnnas, um homem que vende drogas, mas somente para amigos. Durante o carnaval, porém, decide que quer se purificar e sofrer com os prazeres da carne enquanto busca o celibato. Ele enfrenta seu dilema ao lado de quatro amigos, cada um vivendo sua própria crise existencial.

O filme ainda não tem data de estreia, mas por enquanto faz a rota dos festivais, nacionais e internacionais.

Música inédita

Elza Soares estreou um novo single na sexta-feira (20). Banho estará no novo álbum da cantora, “Deus é Mulher”. A música foi composta por Tulipa Ruiz e traz a participação do bloco afro Ilú Obá de Min, na percussão e vozes, reforçando a energia feminina do álbum. "Deus é Mulher" foi produzido por Guilherme Kastrup, com coprodução de Romulo Fróes. O álbum chega às lojas e nas plataformas digitais no dia 18 de maio, pela Deck. Ouça a música a seguir: 

O Outro lado do Paraíso

Divulgação
"O Outro Lado Do Paraíso": na reta final, Clara fica cada vez mais perto de desmascarar Sophia

Em sua reta final, “O Outro lado do Paraíso” está cada vez mais perto de desmascarar a vilã Sophia (Marieta Severo). Em cenas que irão ao ar a partir dessa segunda-feira (23), Clara vai conseguir entrar na casa da vilã com a ajuda de Gael (Sergio Guizé). Sophia se irrita com a “invasão” e constata que a presença repentina da inimiga tem dedo do filho, que segundo ela “vem se comportando de um jeito muito estranho”. Ela não sabe que Gael já está ciente das barbaridades que cometeu. Sophia convida Clara a se retirar, mas a filha de Bete decreta: “assassina. É isso que você é, Sophia. Uma assassina”.

Leia também: Os oito personagens mais irritantes de “O Outro Lado Do Paraíso”

Clara, então, a acusa também de matar Mariano (Juliano Cazarré), mas Sophia rebate: “Tem tanta certeza assim que ele está morto? Não há crime sem cadáver. O Mariano estava envolvido com minha filha, quis sumir da vida dela e desapareceu. É o tipo de homem que ele era”, lembra. Clara questiona novamente as desculpas de Sophia e diz que tem convicção de que ela é a assassina por quem a polícia procura. “Eu não tenho que ficar ouvindo essas acusações. Cala a boca”, ordena. É nessa hora que a mãe de Gael vê que não tem mais para onde fugir e, como de costume, parte para a agressão física, acertando uma bofetada na ex-nora. Mas Clara não deixa por menos e revida com outros dois tapas: “Você não bate em mim. Quer mais? Tome”. Gael ouve a discussão e resolve intervir. Clara, porém, faz mais ameaças antes de ir embora: “Eu tenho uma testemunha que vai acabar com você. Aguarde”, completa a mocinha.

Leia também: “ Ilha de Ferro ” as séries nacionais que estreiam em 2018