Arthur Picoli e Fiuk no 'BBB 21'
Reprodução/Globo
Arthur Picoli e Fiuk no 'BBB 21'


Arthur Picoli aproveitou sua experiência como ex-BBB durante uma participação no Encontro com Fátima Bernardes nesta terça-feira (22). Além de comentar sobre o "BBB 22", o professor de crossfit também relembrou sua passagem pelo reality show e falou sobre sua atual relação com Fiuk, alguém que se tornou seu rival durante o programa. 

Enquanto analisava os conflitos do último Jogo da Discórdia da atual edição, Picoli ressaltou que é possível ser inimigo no jogo e criar uma amizade fora da casa. No caso do ator, Arthur revelou que ele é um dos ex-brothers que mais conversa fora do confinamento. 


"Hoje um dos caras que mais converso aqui fora é o Fiuk. Amizade de desejar ‘feliz Ano Novo’ e 'feliz aniversário', é o Fiuk. E a gente protagonizou, na edição passada, o Jogo da Discórdia mais pesado", contou. Ele ainda continuou explicando que não se orgulha de ter xingado o colega. 

"No momento foi uma coisa que não foi legal. Eu não me orgulho de ter usado aquela palavra", compartilhou Picoli, que continuou: "Eu acho que você pode falar de tudo no Jogo da Discórdia, desde que você saiba falar. Às vezes você fere um pouco da integridade e do ego e a pessoa se sente ferida. Você se sente machucado e reage no impulso. Não é à toa que depois eu choro pra caramba".

Ainda no programa, Arthur comentou sobre a relação que criou com Carla Diaz no 'BBB 21': "Eu acho que é igual uma amizade. O relacionamento não é só essa parte [do beijo]. Você começa a se preocupar com a outra pessoa em relação a voto. Você começa a ficar preocupado". 

Leia Também

"No meu caso, por exemplo, o outro lado todo votava em mim. Então ficava uma situação que, por mais que estivesse me relacionando, os amigos dela não me defendiam. Eles iam pra cima de mim e eu era o alvo da casa toda, com razão. Acho que você tem que estar disposto a viver aquilo ali de verdade", completou. 

"Em todas as edições passadas a gente vê o que acontece: o cara é cancelado, a mina é cancelada e o casal não dá certo. Só que isso mostra que as pessoas entraram de corpo e alma para viver aquela experiência e entregar ao máximo pro jogo", concluiu Arthur Picoli. 





    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários