Cauã Reymond em 'Um Lugar ao Sol'
Reprodução/TV Globo
Cauã Reymond em 'Um Lugar ao Sol'


Cauã Reymond, que protagoniza 'Um Lugar ao Sol', novela das 21h da Globo, contou que descobriu que a mãe, Denise Reymond, que morreu em 2019 por um câncer, foi adotada ainda criança durante a produção da novela. "Descobri durante a novela que minha mãe foi adotada em uma circunstância muito triste. Perdeu a irmã por desnutrição e então a família decidiu entregá-la para alguém", diz.

"Passou de mão em mão até chegar à minha avó. A novela me fez pensar sobre a realidade dela. A história de um dos irmãos em busca de oportunidades me fez lembrar sua trajetória. Isso foi muito forte para mim", contou para a Vogue. 

Ele também contou que era sonho da mãe ver os filhos atuarem juntos. "De alguma forma, a novela trouxe isso. Viver gêmeos foi muito especial porque tive meu irmão como dublê, e, durante as cenas, eu olhava para o meu irmão de verdade, isso foi muito potente, trouxe muita emoção", contou. 

Na trama, ele interpreta dois irmãos separados no nascimento, Renato e Christian. Para ele, o texto da criadora da novela, Lícia Manzo, o ajudou na atuação. "Apontou caminhos sólidos para interpretar os dois irmãos. Além disso, construí junto com o Maurício [Farias] essa saga. Foi um trabalho em que gravamos com muito cuidado, muita troca de ideias. É, sem dúvida, o papel mais difícil da minha carreira, tanto pela complexidade dos personagens quanto pelo fato de um assumir o lugar do outro", disse. 

Ele também comentou sobre o novo processo de gravação da novela por causa da pandemia. "Pela primeira vez, gravamos uma novela por completo antes de ela estrear, com isso, perdemos o retorno do público ao longo da trama, o que impossibilita alguns ajustes de cena. Foi um processo diferente, mais ou menos como filmar um longa ou uma série", disse. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários