Cátia detonou o veto do presidente Jair Bolsonaro
Reprodução
Cátia detonou o veto do presidente Jair Bolsonaro


Cátia Fonseca comentou sobre a decisão do presidente Jair Bolsonaro de vetar a distribuição gratuita de absorventes menstruais pelo SUS , para estudantes de baixa renda em escolas públicas e mulheres em situação de vulnerabilidade extrema. 

Ao vivo no 'Melhor da Tarde', a apresentadora fez críticas à decisão do presidente. "A gente tem que ficar de olho no que os nossos governantes fazem. Vou dar um exemplo: nosso Governo Federal, olha o que fizeram, o fim da picada”, disse. 

“São muitas meninas [que precisam]. Isso foi feito por meio de pesquisas, por isso tentaram com uma nova lei para ajudar essas meninas, elas deixam de ir para escola, porque não possuem absorvente. Você que é mulher, sabe como é. Colocar o papel higiênico? Não dá, gente", criticou. 

Leia Também

“Eles tentaram passar uma nova lei para deixar disponível para essas meninas sem condições financeiras, situação difícil, complicada no país, que não são poucas pessoas, terem por mês um x de absorventes para poderem usar. O que eles fizeram? Vetaram essa parte da lei. É o fim da picada”, completou. 

Entenda o veto

O governo Bolsonaro vetou a proposta do congresso de distribuição gratuita de absorventes às mulheres e meninas em situação de vulnerabilidade econômica. A decisão foi publicada na quinta-feira (7) no Diário Ofici

Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou o projeto de lei 4968/2019. Ele cria o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual. Mas, o presidente vetou o artigo 1º, que prevê a distribuição gratuita de absorventes femininos e outros cuidados de saúde menstrual.

A proposta beneficiaria quase 6 milhões de mulheres em todo o país. O veto pode ser derrubado pelo Congresso Nacional. Na semana passada, 11 vetos do presidente foram derrubados. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários