Famosas criticam Bolsonaro
Reprodução
Famosas criticam Bolsonaro

Nesta quinta-feira (7), o presidente Bolsonaro viralizou após  vetar um artigo do projeto de lei que cria o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual, o artigo previa a distribuição gratuita de absorventes e itens de higiene. 

A posição, entretanto, não agradou ao público que reagiu negativamente nas redes sociais. Algumas famosas utilizaram suas redes sociais para se posicionarem sobre o tema, como é o caso de Nathalia Dill, Fê Paes Leme, Monica Iozzi e Camila Pitanga.

No Instagram, na publicação de Nathalia, a atriz chega a chamar o presidente de ‘monstro’. 

“Menstruar não é uma opção. A pobreza menstrual impede que meninas e mulheres tenham uma vida de igualmente justa na sociedade.”, escreveu a atriz.

Monica Iozzi, por sua vez, concordou com a opinião da colega ao repostar o texto de Nathalia. “O monstro ataca novamente!”, escreveu ela. 

Já no Twitter, as atrizes Fernanda Paes Leme e Camila Pitanga também comentaram o ocorrido.

Leia Também

“Menstruação, algo NATURAL do ser humano, é responsável por internações por infecções. Algumas pessoas usam até miolo de pão na falta de absorventes. Jovens não vão às aulas por falta de absorventes.”, escreveu Fê Paes Leme.


Camila Pitanga postou duas manchetes que diziam “Bolsonaro veta distribuição gratuita de absorvente feminino” e “Por unanimidade, Justiça confirma absolvição de acusado de estuprar Mariana Ferrer”, com a legenda “Ser mulher no Brasil. 07/10/2021.”.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários