Elton John
Reprodução Instagram
Elton John

O astro da música pop Elton John decidiu se manifestar contra a declaração emitida pelo Vaticano, nesta segunda-feira (15), que proíbe a Igreja Católica de abençoar uniões entre pessoas do mesmo sexo. O documento, com duas páginas e traduzido em sete idiomas, leva a assinatura do Papa Francisco.

O Vaticano afirma que a Igreja deve aceitar a comunidade LGBTQIA+, mas Deus “não abençoa e não pode abençoar o pecado”. O decreto foi emitido como resposta a um questionamento formal enviado por algumas paróquias sobrea concessão de tais bênçãos como possível festo de acolhimento a católicos gays.

Em sua crítica, Elton John utilizou como argumento a alegação de que o Vaticano ajudou a financiar “ Rocketman ” (2019), cinebiografia sobre o cantor dirigida por Dexter Fletcher e estrelada por Taron Egerton.

Em dezembro de 2019, o jornal italiano “Corriere Della Sera” publicou uma reportagem destrinchando uma série de gastos feitos pelo Peter’s Pence, fundo de arrecadação da Igreja que reúne as doações de seus fiéis.

Você viu?

Segundo a reportagem, mais de 4 milhões de euros saídos do Peter’s Pence teriam sido injetados em “ Rocketman ”, que tem Elton como um dos produtores. O Vaticano, no entanto, jamais confirmou tal alegação.

Em um post no Twitter utilizando a hashtag #hipocrisia, o cantor questionou: “Como o Vaticano pode se recusar a abençoar casamentos gays porque eles ‘são o pecado’, mas felizmente lucra ao investir milhões em ‘Rocketman’ – um filme que celebra a descoberta da minha felicidade com meu casamento com David (Furnish)?”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários