Príncipe Harry e Meghan Markle
Reprodução CBS
Príncipe Harry e Meghan Markle

Príncipe Harry e Meghan Markle  concederam uma entrevista, no domingo (07), para Oprah Winfrey. Durante o papo, o casal falou sobre a experiência na Realeza, suposta discriminação racial e muito mais.

Meghan Markle , por sua vez, declarou que não foi uma decisão do casal deixar Archie sem títulos de nobreza. Além disso, ela comentou que a cor do bebê teria sido uma preocupação para a Família Real. 

Em resposta a isso, a ministra do Reino Unido Vicky Ford comentou. "Eu só gostaria de frisar o que digo todas as vezes, não há espaço para racismo em nossa sociedade e precisamos trabalhar juntos para garantir que paremos isto", disse ela, em entrevista à CBS. 

A família Real britânica não comentou as acusações, mas deve ser acionada pelo Partido Trabalhista. Segundo o jornal britânico The Independent, o partido pediu que o Palácio de Buckingham investigue o caso dito por Meghan. 

Você viu?

A secretária de educação, Kate Green, afirmou em entrevista ao Sky News que deseja que a família real trate o caso com seriedade. ""Se houver alegações de racismo, espero que sejam tratadas pelo Palácio com a maior seriedade e sejam totalmente investigadas", afirmou. 

Kate é do partido trabalhista e disse que não há espaço para o racsmo no Reino Unido. "Nunca há qualquer desculpa para o racismo e eu acho que é importante que sejam tomadas medidas para investigar o que são alegações realmente chocantes", completou.

Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, deve comentar a entrevista do casal com Oprah hoje. 

Segundo a repórter correspondente da Globo, em entrada no "Bom Dia Brasil", outros parlamentares estão comentando o caso e discutindo uma possível investigação do que foi dito por Meghan e seu marido, o Príncipe Harry.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários