Henri Castelli
Reprodução
Advogado de empresários diz que foi Henri Castelli quem começou a briga

O advogado Lucas Dória, que representa os empresários Guilherme Aciolly e Bernardo Malta, deu uma nova versão do caso envolvendo Henri Castelli . Ao contrário do que o ator contou, o advogado nega que seus clientes tenham começado a briga que resultou na agressão do artista. Segundo ele, foi o galã que deu início ao tumulto e disse que ele estava "visivelmente alterado" quando fez isso.

Dória contou em entrevista ao Uol que estava tudo certo entre Henri Castelli e os empresários até momento da briga, que aconteceu na madruga do dia 29 para o dia 30 de dezembro. "Um dia antes desse episódio, ele tinha ido para uma festa no Gunga, praia na Barra de São Miguel. É um local mais chique, onde o pessoal vai de lancha. Bernardo cedeu uma lancha para que o Henri Castelli fosse com a turma para esse evento. Tudo ocorreu bem e, no outro dia, a assessoria do ator agradeceu, afirmando que ele iria para um evento no Café de La Musique. Então, o Bernardo cedeu 15 cortesias para o grupo", diz.

Porém, Henri não teria gostado do evento e foi até Barra de São Miguel, a 50 km de onde estava inicialmente, e se encontrou com Bernardo e Guilherme. "O Henri Castelli chegou nessa outra festa onde estava o Bernardo, numa marina recém inaugurada. O Bernardo estava com Guilherme e alguns casais amigos, todos com suas respectivas esposas, não havia situação de violência. Ele chegou e foi falar com o Bernardo tirando satisfações porque 'a festa estava uma merd*", conta o advogado.

Dória diz que nesse momento o ator começou a insultar Bernardo e a briga foi aumentando. "O Henri Castelli, segundo todas as pessoas que estavam presentes, estava visivelmente alterado. Não sei se era questão de humor ou de álcool, mas ele estava alterado e no depoimento que ele deu na polícia no dia seguinte, que está no inquérito, ele afirmou que não lembrava de nada", diz.

Segundo o advogado, Bernardo estava comemorando seu aniversário e Guilherme interviu para acalmar o amigo. "O Henri Castelli foi para cima do Guilherme e foi gerada uma situação desnecessária. Quando o Henri Castelli deu um soco no Bernardo pegou no Guilherme e ele teve um derrame no olho. Temos testemunhas, esposas e marinheiros que viram a cena", conta. Após isso, Guilherme teria dado o soco na boca de Henri Castelli e pessoas no local teriam separado os dois. Dória também nega que a agressão tenha ocorrido pelas costas do ator.

"Ninguém quis agredir por inveja ou nada disso. O que teve foi uma reação de alguém que estava muito agressivo. Essa agressividade foi um ponto que gerou a confusão", diz o advogado. Os empresários devem ser indiciados por lesão corporal grave e Lucas Dória nega a versão de que havia quatro homens envolvidos no episódio. "O assessor do Henri Castelli falou que eram quatro pessoas e citou o nome de Guilherme, Bernardo e outros dois irmãos, que não têm absolutamente nada a ver com o episódio. Eles estavam com as esposas, no lounge. Inclusive, um deles tem a intenção de mover um processo contra quem falou o nome dele", conclui.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários